Agência do Trabalhador Itinerante oferta 158 vagas no Polo Universitário


- Por: Redação 1

Agência do Trabalhador Itinerante oferta 158 vagas no Polo Universitário
Nova edição da Agência do Trabalhador Itinerante foi realizada no Polo Universitário 1

A Prefeitura de Foz do Iguaçu, por meio do Sistema Nacional de Emprego (Sine), realizou nesta sexta-feira (06) mais uma edição da Agência do Trabalhador Itinerante. A ação aconteceu no Polo Universitário 1, na Igreja Assembleia de Deus Ministério Madureira.
Ao todo, foram disponíveis 158 vagas de emprego em 33 funções distintas. Entre elas, vagas para açougueiro, atendente balconista, camareira, eletricista, depiladora, manicure, entre outras. 

O diretor de Empreendedorismo e Desenvolvimento Socioeconômico, Luciano Castilha, reforça que o projeto itinerante tem como objetivo levar as oportunidades de trabalho aos bairros mais distantes do centro da cidade, facilitando o acesso para o cidadão que procura por uma oportunidade de emprego. 
“Sabemos que esta região tem uma carência de empregos, além da dificuldade em relação à distância para chegar até a Agência. Com isso, facilitamos e agilizamos todo o processo, levando os serviços aos moradores do bairro”. 
A ação realizada no Polo Universitário foi a pedido da própria coordenação da Igreja Assembleia de Deus Ministério Madureira, que realiza trabalhos sociais com a comunidade. “Conversando com os moradores percebemos a importância deste serviço prestado pela prefeitura. São muitas pessoas desempregadas, mães e pais que precisam de uma oportunidade. Algumas pessoas sequer têm dinheiro para pegar o transporte e ir até a Agência do Trabalhador no centro e, com essa ação, tudo fica mais fácil”. 

Outros serviços

Além das vagas de emprego, a agência conta com o apoio de diversos parceiros. Entre eles, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que presta serviços jurídicos gratuitos a toda a comunidade. Zenilda da Silva aproveitou para buscar ajuda jurídica. “Muito bom. Facilitou muito pra mim. Eu tinha muita dificuldade de transporte e mais ainda para encontrar um advogado. Aqui, eu recebi todas as orientações que precisava.” 

AMN

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas