Acusado de assassinar a ex-namorada a facadas será julgado hoje em Foz


- Por: Reciel Rocha

Acusado de assassinar a ex-namorada a facadas será julgado hoje em Foz
Kerolin foi surpreendida pelo ex-namorado na noite de 11 de julho de 2018 e morta a facadas

Renato Saul Gomes, acusado de assassinar a ex-namorada Kerolin Camila da Costa, sentará hoje (14), no bando dos réus. O julgamento terá início às 8h no Fórum de Justiça de Foz do Iguaçu. Sensibilizada a família da vítima pediu autorização para deixar a cidade e não acompanhará a sessão. 
O crime foi registrado em julho de 2018 e revoltou a população pela brutalidade. Kerolin foi morta a facadas em um matagal na região da Vila Carimã. Renato foi preso dois dias depois e encaminhado à Cadeia Pública Laudemir Neves, de onde sairá hoje para ouvir a sentença. 
De acordo com a defesa do réu, o rapaz nega que tenha cometido o crime. Essa será a tese apresentada durante o júri. “Nós esperamos que as provas que sejam produzidas no plenário demonstrem a versão apresentada pelo Renato de que ele efetivamente não tenha cometido esse homicídio”, informou a advogada Alexandra Salgado.  
O Ministério Público por sua vez adiantou que pedirá a condenação do réu neste caso por feminicídio qualificado (homicídio contra a mulher por violência doméstica ou discriminação de gênero), por motivo fútil e recurso que dificultou a defesa da vítima. 
Na mesma oportunidade Renato também será julgado por outro crime, registrado no dia 1° de março de 2018. Nesta situação pesa contra ele a acusação de tentativa de feminicídio por motivo fútil, meio cruel e tentativa de incêndio. De acordo com o MP, nesta data o rapaz já havia atentado contra a vida de Kerolin e tentou colocar fogo na residência dela, porém sem sucesso. Quatro meses depois ele conseguiu consumar o assassinato. 
Ambos os crimes são considerados hediondos (sem direito a fiança e com tratamento mais rigoroso). Somadas as penas máximas podem ultrapassar 30 anos de prisão em regime fechado. 

Da redação
Fotos: Tribuna Popular

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas