A volta do Corvo!


- Por: Redação 1

A volta do Corvo!

Prezado colunista, que bom você retornou às páginas impressas, apesar do pouco tempo estávamos com saudades desse passarinho metido a besta. Apesar da sua chatice, a coluna causa um diferencial de leitura. Nos dê as boas novas Corvo, de quando irá de vez para o mundo digital. 
Wagner Marcondes S. Filho

O Corvo responde
Prezado, este colunista nasceu nos impressos, no tempo que jornal ainda se fazia juntando letrinhas de chumbo, quando o processo gráfico tinha o nome de linotipia. Ir para o digital, é algo meio metafísico, uma transcendência complicada para um ser mortal e que sente o sangue pulsar nas veias. Para migrar aos moldes eletrônicos, é necessário uma série de providências e isso vamos fazer conforme o tempo mandar. De uma forma, ou de outra, o Corvo já está na página eletrônica do GDia. 

Dobrandino Cidadão
Eis que nossos respeitados vereadores darão ao ex-prefeito, um título de Cidadão Honorário! O que achas disso Corvo? Será que a honraria vai animar o véio e colocar ele de novo na política? 
Valmir F. C. Rescalla

O Corvo responde: prezado e quem disse que o Dino saiu da política? Ele vive, come e dorme nesse exercício. Aceitar ser um Cidadão Honorário nada mais é que reconhecer como a sua cidade. Neste caso, temos uma via de mão dupla. Dobrandino é um político que marcou história e, independentemente tudo o que ocorreu em seus governos, ainda é uma figura muito carismática, é o nosso Odorico Paraguaçu em vida! 

Todos assinaram
O decreto legislativo concedendo o título de cidadão honorário ao ex-prefeito Dobrandino Gustavo da Silva, mesmo com reclamações nas redes sociais, recebeu adesão completa. Sabemos que o ex-chefe do Executivo tem seus simpatizantes, apaixonados e, ao mesmo tempo, uma legião de críticos. Dois vereadores chegaram a comentar que se arrependeram de colocar o nome no tal documento, mas, mesmo assim, garantiram que não iriam pedir a retirada. 

A união faz a força
Em geral, temas polêmicos ou propostas com possibilidade de críticas na internet e na imprensa, são assinadas por maioria - quando não de forma unânime - dos vereadores. Isso não acontece somente em Foz, mas é uma prática comum em legislativos do Brasil, como forma de proteção geral dos parlamentares. O famoso "assina o meu que depois eu assino o seu". É um comportamento similar ao das manadas de elefantes. Se alguém não gostar da comparação, deve pesquisar, pois verá que ela é positiva.

O rei do requerimento
O vereador Galhardo continua batendo recordes de requerimentos apresentados na Câmara. Foram ao menos 15 lidos na sessão desta quinta-feira e aprovados por unanimidade, porém, a base do governo votou contrária a todas as possibilidades de discussão dos pedidos. Algo estranho anda acontecendo... Hoje o Corvo não está muito disposto no aprofundamento das análises, até porque é sexta-feira, dia internacional da ansiedade pelo final de semana! Mas esse discernimento ficou por conta do Adnan.

Tentou explicar
Era papel do líder, mas o vereador Adnan El Sayed fez a explicação do "comportamento" da base. "Uma sugestão ao nobre vereador Galhardo. Se a gente for discutir quase 20 requerimentos falando de asfalto a gente vai ficar até amanhã aqui.", disse. E tem razão, pois apresentar vários pedidos parecidos e que poderiam ser aglutinados em um só, tem sido uma prática comum de alguns vereadores, depois que criaram os rankings de proposições. 

Motéis 
Circula na Câmara o projeto que quer proibir novos motéis no perímetro urbano da cidade. A proposta é assinada pelos vereadores Valdir de Souza (Maninho), Alex Meyer e Ney Patrício e, segundo disseram os vereadores, "não se está tentando tirar os estabelecimentos existentes" mas evitar "futuros" empreendimentos assim na área urbana. Já há parecer favorável mas tem gente dizendo que a votação, prevista para os próximos dias, não será fácil.

Tormenta 
Que há muita gente de joelhos, rezando, para a crise hídrica aliviar, isso já sabemos e certamente São Pedro tomou ciência do problema, tanto que o nível dos reservatórios está subindo. Mas isso não quer dizer, que o povo precisa lidar com temporais abruptos, surgindo do nada, como aconteceu na noite da quarta-feira. Depois de um dia lindo, com os passarinhos piando de alegria, a terra sacudiu com trovões, raios e ventania de dobrar pé de angico crescido. Que barbaridade! 

Seo Ariano
Debaixo de toda a sua intelectualidade, o professor e escritor Ariano Suassuna expressou bem o que acontece: “depois que o homem revirou a terra, moveu montanhas, transformou o deserto em mar, e, por fim, foi ao céu mexer nas estrelas, tudo ficou diferente”. Há mil maneiras de explicar o que acontece na nossa relação com a natureza, seo Ariano optou pela mais simples. Simples e certeira. 

Será que vem grana? 
A “missão” iguaçuense nas arábias está colhendo frutos. Foi o que disse um dos enviados ao Corvo, na tarde de ontem. O prefeito Chico tem na ponta da língua a relação de setores que necessitam investimentos. Um passarinho disse ao Corvo, que os olhos dos investidores quase saltam, entendem mais a fundo a localização de Foz, no contexto sul americano. Pode ser, é aí que destravarão as grandes obras logísticas, como a ligação transoceânica e os modais na região fronteiriça. Quem olha para o futuro, só vê coisa boa em Foz.

Ainda na Câmara...
Embora as aves infiltradas no legislativo, a corvolândia recebeu uma informação interessante. O que virá é tão auspicioso para Foz, que o Legislativo está pensando em instalar uma Comissão do Futuro, ou seja, vereadores trabalharão projetos para a ajustar o que virá. Que bom se isso for verdade, Foz dará um salto em matéria de inovação. Quais serão os nossos representantes encarregados dessa tarefa tão empolgante? Uma coisa é certa, é bem melhor pensar no futuro, do que viver do passado. 

E o que há para fazer? 
Muita coisa. Foz precisa ajustar um cabedal de medidas constitucionais para lidar com as inovações, muitas das quais, necessitam de reforma legal. Como a Constituição Federal é revista em tempos, isso precisa ocorrer com os códigos de postura. O que está a caminho poderá mudar até o modo de vida da população. Foz é sim a cidade do futuro!   

Movuca
A retomada do Turismo é uma benção, mas as pessoas não podem se distrair com o vírus e dar moleza para o contágio. Em alguns bares da cidade as aglomerações andam roubando a paciência das autoridades sanitárias. Os gerentes dos estabelecimentos parecem não dar a mínima para a pandemia, que ainda está longe de acabar. No final de semana havia filas nas calçadas e os afoitos comensais sem máscara. Apesar da vacina, ainda há uma taxa de letalidade. Não se pode abusar. É perfeitamente possível se divertir, seguindo os preceitos sanitários.  
Café
O Corvo esteve incógnito no café da manhã organizado por Itaipu, ontem, onde o general Ferreira fez um balanço dos seus seis meses na direção-geral. Diga-se, meio ano que valeram por muitos, comparados os feitos, realizações e obras em curso. Como era necessário credenciar, este colunista optou por trabalhar como garçom, mesmo assim, recebeu um caloroso aperto de mão do general, que é, além do mais, uma pessoa muito simpática e agradável. Deus o ajude na conclusão de todas as suas tarefas, que não são poucas. 

Roda gigante
Em novembro teremos um novo atrativo próximo ao encontro dos Rios Paraná e Iguaçu, uma super roda-gigante, agregando imenso valor aos que gostam de apreciar a vista. Pelo tempo em que a estrutura está sendo montada, dá para ter uma ideia de como será imponente. 

Horizonte
Esses dias a RPC realizou uma matéria no Marco das Fronteiras do lado argentino, onde o repórter falou sobre o show de águas, que dizem ser proporcionado por uma fonte luminosa. Aqui entre nós, é uma coisa até bem acanhada, levando em conta a importância do local, mas ainda é bem melhor do que era antes. O lado brasileiro sim, oferece um espetáculo à parte. Mas o que roubou a atenção, foi a construção da Ponte da Integração que rouba totalmente a cena. É de se imaginar o cartão postal que será quando estiver concluída. 

Furto
Acreditem, o tigrão que estava em frente a empresa Diagramart, dos amigos Fidel (pai e filho), foi literalmente surrupiada. Isso mesmo, levam a estátua que ficava na calçada! Os proprietários oferecem recompensa para quem localizar. O Corvo está de plantão! Quem souber o paradeiro do tigre entre em contato com 99974 7936 ou 99920 0153 a família oferece recompensa, porque o bicho era de estimação. 

Amanhã é sábado
Semana curtíssima. Quem diria, quarta-feira tinha o sabor de segunda. E aqui estamos à beira de mais um final de semana, indo para a segunda quinzena de outubro! Vale destacar que já tem gente trepando no telhado para pendurar adereços natalinos! Eita tempo que voa!

 

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas