Saúde apresenta relatório do quadrimestre em audiência pública na Câmara de Vereadores


- Por: AMN

Saúde apresenta relatório do quadrimestre em audiência pública na Câmara  de Vereadores
Pandemia imprimiu novo ritmo de atendimentos, mas impulsionou abertura de novos serviços(Foto: FotógrafoAMN)

O Secretário Municipal de Saúde, Giuliano Inzis e diretores das pastas reuniram-se na manhã desta sexta-feira (25) no plenário da Câmara de Vereadores para uma audiência de prestação de contas e  apresentação do segundo Relatório Detalhado do Quadrimestre de 2020 (maio a agosto). 

A reunião foi transmitida pelas redes sociais da Câmara. 

O período apresentado foi marcado pela ascensão da pandemia no município, e mostrou diminuição em alguns fluxos dentro e da saúde, mas apontou outros, onde houve potencialização de atividades não somente relacionadas ao coronavírus. 

“Este segundo quadrimestre foi atingindo em cheio pela pandemia. Isto exigiu de todos os agentes se reinventar e se proteger. Esta prestação de contas à comunidade através da casa de leis e a apresentação que foi realizada ontem no COMUS permite que a população conheça tudo que foi feito para amenizar os impactos da pandemia e o melhor aproveitamento de todos os recurso à disposição para este enfrentamento”, comentou o secretário de Saúde, Giuliano Inzis.

Entre os números celebrados está a diminuição na taxa de mortalidade infantil. O período registrou uma queda de 9,1 para 6,6% (199,15 óbitos para cada 100 mil habitantes). No mesmo quadrimestre não foram registradas óbitos maternos.

Outros ganhos referem-se a antigas demandas como a disponibilização do credenciamento da psiquiatria infantil, a neuropediatria, gastropediatria, e fechamento do convênio com unidade para acolhimento de adultos.

Dentro da pasta da Atenção Básica, ações como a campanha de vacinação contra a influenza realizada pelo município, superou a meta de vacinação da população idosa, com ações como o drive-thru e vacinação de casa em casa.

A estratégia também foi utilizada para vacinação contra o sarampo em grupos específicos. “Como precisávamos manter o calendário de imunização, e a orientação era para que os grupos de risco não buscassem as unidades, optamos por ações criativas que renderam excelentes resultados”, disse o diretor da Atenção Básica, Ricardo Lacerda. 

COVID
Durante a pandemia, novos sistemas de trabalho ganharam espaço dentro da saúde pública. Um dos mais eficientes deles, foi a implantação do TELESUS, com atendimento da Central COVID criada dentro do Hospital Municipal. 
 
Com apoio de universidades, técnicos e acadêmicos, a central realizou 19.734 atendimentos, distribuídos no período de março a agosto. As consultas remotas também aplicadas na Telemedicina realizaram mais de 10 mil atendimentos. Por telefone, atendimentos como de psicólogos também foram adaptados durante a pandemia, e até mesmo ações como CAPS na Rua ganharam continuidade obedecendo todas as medidas de segurança. 

A montagem de barreiras sanitárias em pontos estratégicos, descentralização para atendimentos de casos de covid em unidades como a Padre Monti, adoção da unidade móvel para atender regiões apontadas no Mapa de Calor, emissão diária do Boletim Coronavírus onde a Vigilância Epidemiológica oferta dados da pandemia com transparência para toda a população, também contribuíram para uma rede de combate ao avanço do coronavírus.

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas