Mostras do Ecomuseu revelam as sólidas relações entre Itaipu e a região

Guardas municipais ganham apoio da Câmara para aposentadoria especial
11 de maio de 2019
Foz é sede do Regional Sul de Goalball no Ginásio Costa Cavalcanti
11 de maio de 2019

Percorrer as quatro novas exposições do Ecomuseu é transitar pela história da Itaipu Binacional, interligada com a própria história de Foz do Iguaçu e da região onde a usina está instalada.  A inauguração das mostras, em comemoração aos 45 anos da usina, na noite dessa quinta-feira (9) contou com a participação dos diretores brasileiros da empresa e do Parque Tecnológico Itaipu (PTI). Equipamentos que monitoram a segurança da barragem da hidrelétrica, releituras de artistas renomados ambientadas no cenário da usina, fotos do cotidiano da Tríplice Fronteira e pinturas das vilas criadas para abrigar os trabalhadores da Itaipu compõem as quatro exposições, abertas ao público a partir desta sexta-feira, 10.

Em discurso na inauguração, após conhecer as mostras, o diretor-geral brasileiro da Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, se disse emocionado e destacou que, ao percorrer os ambientes do Ecomuseu, pôde sentir o envolvimento afetivo e o carinho com que é tratada a história da binacional. “É fácil entrar em um ambiente desses e perceber que a Itaipu tem alma”, afirmou.

Di Itaipu

Foto: Divulgação Itaipu Binacional

Share

Leia mais sobre este conteúdo e outras informações na edição impressa.

GDIA