Índice de infestação predial pelo mosquito da dengue chega a 5,4%

Iguaçuense conquista duas medalhas de ouro no Mundial na Croácia
18 de maio de 2019
Novos conselheiros são empossados no Conselho Municipal da Saúde
18 de maio de 2019

O Centro de Controle de Zoonoses divulgou nesta semana os resultados do índice que regula a presença de focos do mosquito Aedes aegypti no município. O LIRAa, realizado entre os dias 6 e 10 de maio, apontou um Índice de Infestação Predial (IIP) de 5,29%, uma leve queda em relação ao LIRAa anterior, de março (5,41%). A situação mantém o município em estado de alerta para risco de epidemia de dengue. O LIRAa é o instrumento indicado pelo Ministério da Saúde para todos os municípios brasileiros, utilizado para predizer o risco de epidemias da dengue (e também de outras Arboviroses, como zika e chikungunya). Nessa amostragem a cada 100 imóveis, em cinco há a presença do mosquito. A exemplo de outros levantamentos, os pesquisadores constataram que em 68% do total de criadouros era formado por objetos de fácil remoção dispostos de forma irregular pela população e que possibilitam o acúmulo de água, favorecendo a proliferação de vetores. Esses criadouros são em sua maioria, resíduos domiciliares como latas, recipientes e embalagens plásticas, garrafas pets, potes de vidros, brinquedos velhos, enfim, todos objetos de fácil remoção e com possibilidades de reutilização ou reciclagem.

 

AMN / Foto: Divulgação

Share

Leia mais sobre este conteúdo e outras informações na edição impressa.

GDIA