Dono de quiosque na Vila Portes é condenado a 25 anos de prisão por duplo homicídio

Polícia Ambiental dá início ao Projeto Força Verde Mirim
8 de junho de 2019
Foz do Iguaçu atrai mais de R$ 2 bilhões em investimentos
8 de junho de 2019

Dono de quiosque na Vila Portes é condenado a 25 anos de prisão por duplo homicídio

O comerciante Izaqueu Silva Souza, de 36 anos, foi condenado pelo Tribunal do Júri de Foz do Iguaçu a 25 anos de prisão em regime fechado pelo crime de duplo homicídio. De acordo com o Ministério Público, o homem foi o responsável pela morte de Luis Armando Cáceres Benitez, de 20 anos, e Derly Batista Pereira, de 65 anos. O crime foi registrado em fevereiro de 2018 e, segundo a investigação, teria sido motivado por vingança.
O julgamento foi realizado nessa quinta-feira (6) e contou com a presença de advogados, promotores de Justiça e familiares das vítimas e do réu. A defesa tentou retirar a culpa do acusado alegando que no dia e horário do crime ele estava em um balneário com a família.
Amigos do réu foram intimados a depor e confirmaram a versão apresentada pelos advogados de defesa, chegando, inclusive, a apresentar fotos do suposto encontro. A acusação, por sua vez, apresentou provas colhidas com a quebra do sigilo telefônico do acusado. Os documentos apontam, segundo os promotores, que o réu realizou ligações, no dia dos fatos, de um telefone na região onde o crime ocorreu.
O promotor de Justiça do MP alegou ainda como prova do crime o fato de uma das vítimas ter dito o nome do réu antes de morrer, além da apreensão de uma arma de fogo encontrada no comércio do acusado.
Ao final da sessão, que durou mais de dez horas, os jurados representaram pela culpabilidade do réu, e o juiz proferiu a sentença. Izaqueu Souza foi condenado a 25 anos de prisão em regime fechado pelo crime de duplo homicídio por motivo torpe. A defesa não informou se irá recorrer da decisão.

Da Redação/ Foto: Divulgação

Share

Leia mais sobre este conteúdo e outras informações na edição impressa.

GDIA