Conheça mais sobre os novos patrimônios culturais do Brasil

Parque Nacional do Iguaçu tem atendimento especial neste domingo
25 de setembro de 2018
Operação Ágata fecha o cerco aos crimes transfronteiriços
25 de setembro de 2018

Na última quarta (19) e quinta-feira (20), o Brasil ganhou seis novos patrimônios culturais. Em reunião no Forte de Copacabana, no Rio de Janeiro, o Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural aprovou, por unanimidade, os registros da literatura de cordel, da Procissão do Senhor dos Passos, em Florianópolis (SC), e do Sistema Agrícola Tradicional das Comunidades Quilombolas do Vale do Ribeira (SP) e os tombamentos do Acervo Arthur Bispo do Rosário e dos terreiros de candomblé Ilê Obá Ogunté Sítio Pai Adão, em Recife (PE), e Tumba Junsara, em Salvador (BA).

Apesar de ter começado no Norte e no Nordeste do país, hoje, a literatura de cordel é disseminada por todo o Brasil, principalmente por causa do processo de migração de populações. Em todo o país, é possível encontrar esta expressão cultural, que revela o imaginário coletivo, a memória social e o ponto de vista dos poetas sobre acontecimentos vividos ou imaginados. O cordel no Brasil é o resultado de uma série de práticas culturais em que os cantos e os contos constituem as matrizes para uma série de formas de expressão. Na formação da cultura brasileira, da qual a literatura de cordel faz parte, tanto indígenas quanto africanos e portugueses adicionaram práticas de transmissão oral de suas cosmologias, de seus contos e de suas canções.

(Iphan/MinC /Fotografia: Divulgação)

Share

Leia mais sobre este conteúdo e outras informações na edição impressa.

GDIA