Vergonha nacional

Opinião
3 de fevereiro de 2018
Na Geral
3 de fevereiro de 2018

Vergonha nacional

Nosso Código Penal e o sistema penitenciário. O Brasil não terá conserto enquanto isto não for arrumado. Outra vergonha: o número de partidos políticos e o número dos novos pretendentes.

Turismo em alta
Mais um recorde de visitação no nosso Parque Nacional do Iguaçu. E anotem aí: a tendência é de novos recordes a cada ano. Que assim seja.

Lula lá…
Na cadeia ou candidato à presidência? Quem acertar a resposta ganha um picolé.

Haja saco
Se o Lula for impedido de se candidatar à presidência, o favorito hoje, segundo todas as pesquisas, é o Jair Bolsonaro. Dá pra aguentar?

O Brasil tem volta
Mais grave que o estado da nossa saúde e da nossa educação é a segurança pública — e tem um jeito fácil de resolver o problema: construir umas dez ou mais superpenitenciárias de segurança máxima e aposentar todos os atuais agentes penitenciários, colocando agentes das nossas Forças Armadas para administrá-las. Paralelamente, endurecer o nosso Código Penal eliminando a política libertária atual.

Inês Weizemann
Segundo seu advogado de defesa, a ex-prefeita foi ouvida “como testemunha e não como indiciada”. Ah bom…

Mais turismo
Segundo o secretário de Turismo, Gilmar Piolla, Foz do Iguaçu está preparada para receber novos investimentos e projetos na área do turismo. Se o Piolla falou, tá falado.

Bloco na rua
Mais uma semaninha, e o carnaval está nas ruas, com um montão de atrações pra todos os gostos, com destaque para o show das meninas veneno. Vamos aproveitar bastante, que o próximo feriadão só no final de março, com a Semana Santa.

Cabeça de político
Não dá pra entender o comportamento do senador Álvaro Dias, do Podemos: ele teria uma candidatura vitoriosa para o governo do nosso estado, e sonha ser candidato à Presidência da República. Se ele se candidatasse ao governo do Paraná fazendo dobradinha com seu irmão Osmar para o Senado, as chances de vitória seriam excelentes. É duro entender a cabeça de políticos…

Share

GDIA