Toca do Leão

Ninguém esquece
16 de abril de 2018
SIEP realizará a 1ª edição da Cãominhada no próximo dia 29
17 de abril de 2018

Toca do Leão

O jornal ABC Color, de Assunção, um dos mais importantes do Paraguai, vai iniciar, a partir desta segunda, uma série de reportagens sobre a Lava Jato do país vizinho. O jornal diz que teve acesso a documentos e testemunhos que envolvem empresas, autoridades e empresários no maior escândalo de corrupção da América Latina. Será ?

 

Pesquisa Datafolha

A  primeira pesquisa Datafolha feita após a prisão do ex-presidente Lula, dia 7, mostra que o petista continua na frente, mas com perda de votos. Na comparação entre os cenários com melhor desempenho, Lula caiu de 37%, na última aferição, em janeiro, para 31% agora. Com Lula na disputa, Jair Bolsonaro (PSL) se mantém em segundo lugar, com 15%, seguido de Marina Silva (Rede), com 10%. A pesquisa foi feita entre quarta (11) e sexta-feira (13) e ouviu 4.194 eleitores em 227 municípios.

 

Outro cenário
Com Haddad no páreo, o quadro é: o Jair Bolsonaro (PSL): 17%o Marina Silva (Rede): 15%o Ciro Gomes (PDT): 9%o Joaquim Barbosa (PSB): 9%o Geraldo Alckmin (PSDB): 7%o Alvaro Dias (Podemos): 5%o Manuela D’Ávila (PC do B): 2%o Fernando Haddad (PT): 2%o Fernando Collor de Mello (PTC): 2%o Rodrigo Maia (DEM): 1%o Flávio Rocha (PRB): 1%

 

Opinião de ”Kotscho”
Apenas um ano atrás, quem é que poderia imaginar um quadro tão desalentador para a eleição mais importante desde a redemocratização do país? Três décadas depois, faltando menos de seis meses para a eleição, 46% dos brasileiros ainda não sabem em quem votar, segundo o número mais assustador do Datafolha”, escreve o jornalista Ricardo Kotscho. Tem razão.

 

Putim virou “putsha”
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesse domingo que mais ataques ocidentais contra a Síria trariam o caos aos assuntos mundiais, enquanto surgiram sinais de que Moscou e Washington querem recuar da pior crise em suas relações em anos. Putin fez as declarações em uma conversa por telefone com seu colega iraniano, Hassan Rouhani, depois que os Estados Unidos, a França e o Reino Unido lançaram mísseis contra a Síria.

Share

GDIA