RF apreendeu R$ 1,7 milhão em contrabando nos Correios no 1º trimestre

13 de abril de 2019
Reivindicações sobre saúde, educação e obras são encaminhadas pela Câmara
13 de abril de 2019

A Alfândega da Receita Federal em Foz do Iguaçu apreendeu mais de R$ 1,7 milhão em mercadorias contrabandeadas e sem declaração fiscal em agências postais da Região Oeste. A soma é resultado de diversas ações de fiscalização realizadas ao longo do primeiro trimestre de 2019. O balanço foi divulgado pelo órgão na manhã dessa sexta-feira (12).
O envio de produtos ilícitos, descaminhados ou proibidos pelos Correios não é uma prática nova, mas cresceu tanto nos últimos meses que a Receita precisou criar um departamento exclusivo para receber as mercadorias retidas nas agências de distribuição de remessas postais.
Somente entre janeiro e março deste ano, foi retido um total de 4.514 encomendas, que totalizaram R$ 1.760.000. As apreensões ocorreram durante operações nos Correios de Foz, Juranda, Medianeira, Matelândia, Umuarama, São Miguel do Iguaçu e Cascavel.
Dentro os motivos que levaram a retenção das mercadorias, destacam-se a não comprovação de importação regular dos produtos, tanto pela falta de notas fiscais, como pela apresentação de documentos falsos.
Todos os volumes recolhidos foram encaminhados à Alfândega da RF em Foz para verificação detalhada. Segundo os agentes, a maioria das encomendas acaba sendo permanentemente retida. Apenas uma pequena parte está de acordo com a legislação e é liberada para seguir o fluxo normal de entrega das agências.

Da redação / Foto: Receita Federal

Share

Leia mais sobre este conteúdo e outras informações na edição impressa.

GDIA