Prevenção: Mês de setembro alerta para a prevenção do suicídio

Foz Cataratas garante classificação com 100 por cento de aproveitamento
3 de setembro de 2018
Fundação Cultural contrata artistas para a 14ª Feira do Livro
3 de setembro de 2018

Prevenção: Mês de setembro alerta para a prevenção do suicídio

No Brasil cerca de 32 a 40 pessoas tentam suicídio por dia; praticamente todas as pessoas que cometeram
suicídio possuem alguma doença psiquiátrica

Em setembro, no Brasil, temos a campanha de prevenção ao suicídio, conhecida como setembro amarelo. Cerca de 32 a 40 pessoas por dia tentam suicídio, só no Brasil. É uma das principais causas de morte, especialmente entre jovens e um grave problema de saúde pública. O suicídio é um comportamento complexo, no qual a pessoa atenta contra a própria vida com a intenção de morrer. Quanto mais cedo pudermos ajudar a pessoa que está sofrendo, menores as chances de ela chegar a
atentar contra a própria vida.
Praticamente todas as pessoas que cometeram suicídio possuem alguma doença psiquiátrica, sendo a depressão, a bipolaridade, a esquizofrenia e as dependências de drogas as mais comuns. A tentativa de suicídio ocorre dentro de uma situação de desesperança, busca por paz, tentativa de fuga de uma situação desagradável, desejo de vingança ou mesmo de atenção. Muitas pessoas não valorizam quando alguém próximo, um familiar, por exemplo, exprime o desejo de se matar, ou mesmo comete algum ato contra si.

É um aviso importante, um pedido de socorro, e deve ser valorizado pelos familiares. O que pode parecer somente “uma tentativa de chamar atenção” é algo sério e que mata. Há uma série de abordagens, tratamentos e medicamentos, psicológicos e psiquiátricos, que aliviam o sofrimento e auxiliam a pessoa a ver novas alternativas e oportunidades pela frente, por isso o direcionamento de qualquer pessoa com pensamento suicida para atendimento médico deve ser o mais rápido possível.

(Dr. Luiz Esposito CRM/PR 20.858  Psiquiatra e Acupunturista / Foto: Divulgação)

 

Share

GDIA