Ouro da casa

Polícia prende suspeito de duplo homicídio na Vila Portes
14 de abril de 2018
Olho na dengue
14 de abril de 2018

Ouro da casa

Nosso camarada Kiko Sierich estava dando umas bandas por São Paulo e eis que, numa grande rede de livrarias, a Saraiva, ele avista exemplares do El Gran Capy, da nossa querida Patrícia Iunovich. Até aí tudo normal, mas ao prestar um pouco mais a atenção, viu que os livros estavam na estante dos grandes autores. Que orgulho, hein? O Corvo diz isso pela Paty e pelo que faz valer a preciosa memória do Capy.

 

Habemos DGB
Dr. Marcos Stamm foi promovido na binacional: passou de diretor financeiro a diretor-geral; quer dizer, vai continuar assinando os cheques do mesmo jeito. Dizem que ele é um boa-praça, acessível e muito organizado. Trabalhou na Cohapar, na Delegacia Regional do Trabalho, na Assessoria Especial do Governo do Estado, enfim, é um homem público. Temer preferiu uma solução caseira — e, ao que consta, ela foi muito bem recebida lá pelas bandas do Centro Executivo. Tércio Albuquerque, pelo menos, está que é só sorrisos.

 

Transparência
Órgãos públicos sem os portais de transparência acabam no mesmo destino da Câmara, ou seja, na mira do Ministério Público. E promotor não quer saber se há dificuldades ou não na implantação dos portais; quer apenas que funcionem. Toda a estrutura pública deveria possuir os mecanismos bem acessíveis. No dia em que isso acontecer, a quantidade de processos contra as administrações públicas vai cair uma barbaridade. Sim, porque os gestores irão cuidar-se mais e, com isso, errarão menos.

 

Cartas para o Corvo
O Corvo aproveitou que é sábado para publicar uma porção de cartas e avisos que estavam acumulando-se. Como o espaço está um tanto racionado, as cartas vão ficando na gaveta.

 

Utilidade pública
Na última quarta-feira, dia 11, por volta das 22h30, alguém roubou os documentos que estavam no interior de um veículo modelo Strada vermelho. A dona do carro e dos documentos se viu em estado de aflição e pediu ao Corvo que desse uma força. Ela paga uma recompensa de R$ 500 para quem conseguir a sua habilitação e cédula de identidade paraguaia. Os documentos estão em nome Cristina de Souza Marques, e o telefone para contato são (45) 99931-3193 e 3025-3914.

 

Algazarra
Esses punguistas, cheiradores de cola e crack, causam grandes prejuízos às pessoas quando arrebentam os vidros dos automóveis para roubar o que foi deixado em cima dos bancos. E afanam tudo, desde computadores, celulares e até mesmo as cadeirinhas de levar as crianças. É que os receptadores aceitam tudo. Há verdadeiros armazéns de coisas roubadas por aí. O Corvo já foi vítima e sabe bem como é difícil superar o trauma de ver os pertences virarem fumaça de droga.

 

Aviãozinho
Corvo, a grande notícia nas redes sociais é o jatinho negro do filho do Lula que custou 50 milhões de dólares! Puxa vida, onde um limpador de estrume de elefante foi levantar tanto dinheiro? Ele foi visitar o pai, e Curitiba parou por causa disso.
Valdemar Naves

 

O Corvo responde: prezado, como ninguém quer limpar bosta de elefante, porque cheira mal e dá muito trabalho, pagam uma enormidade de salário. Vai ver é com esse dinheiro que ele comprou o jato. Em caso de notas assim, não acredite no Corvo! Sério, ao viajar com esse jatinho, em meio a tantas confusões e acusações, os filhotes estão é prejudicando mais ainda o papito.

 

Desburocratização
Corvo, li no seu jornal que o projeto para desburocratizar a prefeitura está pronto e deve ser votado. Pior que a burocracia de lá é esse negócio de a gente ficar passarinhando de um lado ao outro quando precisa ir às secretarias. Quando vão resolver isso, hein?
Marli Soares

O Corvo responde: o prefeito Chico sabe que uma sede própria e moderna economizaria dinheiro e facilitaria a vida do cidadão. Mas e dinheiro para construir a sede? Tá difícil. Poderia-se aproveitar a grana extra dos royalties.

 

E agora?
Então, Corvo, o Dr. Marcos Stamm assumiu a Itaipu no lugar do Luiz Fernando Vianna. E os projetos alavancados serão cumpridos ou haverá desvio na rota? Veja aí, Corvo, pois sabemos que você é um jornalista bem antenado.
Murilo da Silva

O Corvo responde: prezado, nada vai mudar e é bem possível que muitas coisas até melhorem. Dr. Marcos já possui muito conhecimento das atribuições da binacional e não terá a mínima dificuldade de tocar o barco. Tudo o que foi anunciado será concluído, garante quem conhece o novo DGB.

 

Bom aplicativo
Pois então, Corvo, vocês avançaram alguns quilômetros com a instalação do aplicativo pra gente saber as notícias do Gazeta Diário. Na madrugada de sexta, vocês já mandaram ver. As notícias estavam quentinhas lá quando eu acessei a página do jornal. Estou muito satisfeito com o aplicativo. É funcional.
Marcello Gomes Amilcar

O Corvo responde: ainda faltam muitos ajustes, mas se não expandirmos, morreremos, como aconteceu com muitos jornais impressos. O aplicativo é ágil e prestativo, com conteúdo diversificado. Obrigado pela sincera opinião. Vamos melhorar ainda, e muito mais.

 

Pichação
Corvo, acho graça quando alguém diz que é difícil descobrir quem lambuzou a cidade por causa do Lula, uma luta ideológica questionável, afinal ele não está preso por um regime autoritário, e sim por decisões de um Judiciário republicano. As pessoas que fizeram o serviço sujo são facilmente identificáveis, basta olhar as fotos nas redes sociais. Uma moça e uns rapazes fizeram o serviço e ainda tiveram o disparate de se exibir no Facebook. Se a polícia quiser pegar, tá fácil.
ANV (A leitora pediu para não publicarmos seu nome.)

O Corvo responde: prezada leitora, até o Corvo, que não é muito chegado no produto das redes sociais, já viu essas imagens, só que não deu bola, afinal de contas existe a “voz que manda”, ou seja, alguém que disse que faria isso. É lamentável, mesmo assim tudo faz parte da democracia.

 

Salário mínimo
Pois então, que coisa maravilhosa, Corvo, o salário mínimo aumentar esse monte de dinheiro. Vamos finalmente receber acima da cifra dos R$ 1 mil. Na verdade, o valor é R$ 1.002. E com esses R$ 2 não dá nem para pagar um pingado na padaria. Corvo, francamente, você conhece alguém que consegue viver com menos de R$ 1 mil por mês?
Paulo Roberto Llammas

O Corvo responde: prezado professor Paulo, infelizmente este Corvo conhece várias pessoas que estão abaixo da linha da pobreza e que “sobrevivem” com bem menos. São excluídas, como boa parte dos brasileiros. Mil reais não sustenta uma família nem se for pequena, por isso as pessoas trabalham, pais e mães, e ainda não encontram creches e acesso à saúde. É uma tristeza. Um senador ou deputado deveria receber um salário assim, aí criaria vergonha.

 

Share

GDIA