Obra parada em escola municipal gera reclamação e pedido de providências

Estrutura de R$ 40 milhões começa a funcionar no segundo semestre em Foz
12 de junho de 2018
Dois jogadores do Foz Cataratas são convocados para Seleção Brasileira
12 de junho de 2018

Obra parada em escola municipal gera reclamação e pedido de providências

A escola municipal Getúlio Vargas, da Vila Adriana, está com as obras de reforma paradas desde janeiro. O assunto foi abordado na sessão da última quinta-feira (07) da Câmara Municipal. Os vereadores aprovaram requerimento de Celino Fertrin (PDT) que fez uma explanação na tribuna e apresentou no telão fotografias mostrando a situação precária em que a escola está funcionando causando transtornos à toda a comunidade escolar. Os serviços foram lançados para corrigir problemas na estrutura física.  “Pedimos esclarecimentos ao governo municipal em obras licitadas com contratos assinados e valores empenhados. Na escola Getúlio Vargas tem quatro salas interditadas. Fizemos uma visita com a presença de um engenheiro e o empreiteiro responsável para verificar a real situação”, disse o vereador. Segundo ele, crianças estão amontoadas porque ocupam sala de professores onde caberia uma meia dúzia de pessoas tem 26 alunos. (Elson Marques Freelancer /Foto: Divulgação)

Share

GDIA