Na geral

Opinião
8 de novembro de 2017
Foztrans faz adequações na cidade atendendo instruções do Contran
8 de novembro de 2017

Na geral

Angélica, do ICLI
Nossa colega de imprensa Angélica Scloneski, que antes chamávamos de “a moça bonita dos cabelos encaracolados”, está desenvolvendo importante função no Iate Clube Lago de Itaipu. Na qualidade de coordenadora do Projeto Velejar é Preciso, ela comemora a boa performance de seus pupilos nos Jogos Sul-Brasileiros. Angélica merece o sucesso e está dividindo os bons resultados com colegas e especialmente com atletas e dirigentes. O ICLI segue revelando e valorizando a meninada que está disposta a crescer de maneira positiva.

“Magrão” da SMEL
O professor Roberto Borges, que está livrando-se do apelido de “Magrão”, vem confirmando que realmente é “pé-quente”. Há poucos meses como diretor técnico da Secretaria de Esporte, e sem preguiça, já comemora conquistas. Ele retornou de Londrina com as equipes do Parajaps trazendo várias medalhas e troféus. Dizem que como atleta de basquete ele não é lá essas coisas, contudo como dirigente o rapaz é sortudo e cheio de qualidades. O que muitos não entendem é o apelido de “Magrão”, pois ele não faz parte dos que têm pouco peso. Também nunca foi modelo de passarela.

Paranaense feminino
A equipe do Foz Cataratas de Futebol Feminino estreia, no próximo domingo, 12 de novembro, às 16 horas, no Estádio Pedro Basso, pelo Campeonato Paranaense. O time da fronteira jogará contra a equipe do Imperial. No dia 15, também às 16 horas, as meninas da fronteira enfrentam o Toledo. As duas partidas serão abertas ao público. Para a disputa do estadual, a diretoria do Foz Cataratas/Coritiba manteve no elenco atletas que disputaram o Campeonato Brasileiro no primeiro semestre. Permaneceram a goleira Quezia, a zagueira Bruna Amarante, as volantes Thaynara e Verônica, as atacantes Katielle, Pâmela, Rafaela e Camila. O estadual volta a ser disputado após dois anos de paralisação. Salve, mulheres!

Nadir Rafain
Quem está tranquilo demais é o colorado Nadir Rafain. Já praticamente na Série A do Brasileirão de 2018, o Internacional é o time de coração deste gaúcho residente há várias décadas em Foz do Iguaçu. Nadir ainda espera que o Inter seja o campeão da Série B, o que parece que vai realmente ser confirmado. Paraná Clube, Oeste e América Mineiro também estão na parada. Nadir, que também prestigia familiares que atuam na modalidade de bocha, pertence a uma das mais importantes famílias em Foz e é defensor ferrenho e assíduo de tudo o que existe de bom em nossa cidade. Sempre é um prazer poder falar sobre o amigo e desejar toda a sorte do mundo a ele e seus familiares.

Frase bíblica:

”O discípulo não é superior a seu mestre, mas todo aquele que for bem instruído será como o seu mestre”

*Lucas 6:40

Share

GDIA