Na Geral

Opinião
17 de outubro de 2017
Foragido de Araucária é preso com carro de luxo e R$ 30 mil em Foz
17 de outubro de 2017

Na Geral

Arbitral do Paranaense
Nesta terça-feira, 17, o presidente da Federação Paranaense de Futebol, Hélio Pereira Cury, recebe representantes das 12 equipes que participarão da edição de 2018 do Campeonato Paranaense da primeira divisão, para o arbitral que definirá a competição. A reunião vai acontecer no Hotel Lancaster, em Curitiba, às 10 horas. Estão convocados para o arbitral representantes das entidades profissionais de prática desportiva: Cianorte Futebol Clube; Clube Atlético Paranaense; Clube Esportivo União, de Francisco Beltrão; Coritiba Foot Ball Club; Foz do Iguaçu Futebol Clube; Futebol Clube Cascavel; Londrina Esporte Clube; Maringá Futebol Clube; Paraná Clube; Prudentópolis Futebol Clube; Rio Branco Sport Club e Toledo Esporte Clube.

Propostas do interior
O presidente do Foz do Iguaçu Futebol Clube, Arif Osman, que representa o “Azulão” no arbitral, informou que dez dos 12 clubes que disputarão a primeira divisão de 2018 vão apresentar proposta para um novo sistema de disputa do estadual. Ele disse que os clubes — menos Coritiba e Atlético — querem a formação de dois grupos, cada um com seis times em sua primeira fase, em jogos de ida e volta, com as equipes da Chave A enfrentando os da Chave B. O último de cada chave cairá automaticamente para a segunda divisão de 2019. Na primeira fase devem classificar-se os quatro primeiros de cada grupo, que se enfrentarão dentro do próprio grupo em sistema de cruzamento olímpico. Os dois primeiros farão a semifinal, com os vencedores disputando o título, sempre com jogos de ida e volta.

Atual formato
O formato do campeonato nos últimos anos contou sempre com quatro fases. Na primeira, os 12 times jogaram entre si em turno único, e os oito mais bem classificados entraram no formato de mata-mata, com quartas, semi e final. Os quatro piores da primeira fase jogam o Torneio da Morte, e dois deles caem para a divisão de acesso ao Paranaense. Este formato segue sendo proposto pela Federação Paranaense de Futebol. Nesta nova proposta, alguns dirigentes vão sugerir disputas regionalizadas, já pensando em diminuir despesas com as viagens e hospedagens, mas a proposta inicial é a do sorteio.

“Azurra” sem bronca
A direção do Foz Futebol, além de propor novo sistema de disputa, deve preocupar-se em montar uma equipe competitiva. Muitos torcedores estão temendo que o time volte a capengar no estadual, demorar para engrenar e ter de correr atrás de resultados nas últimas rodadas para não cair para a segunda divisão. Um time competitivo deve ser mantido, isto para que a “Azurra” não se torne “roxa de raiva” ou vermelha de bronca. Alguns garotos do time sub-23 devem ser aproveitados, mas jogadores mais tarimbados terão de vir. Lógico que esses experientes não podem ser aqueles de fim de carreira, que estariam com o pensamento em jogar apenas “com o nome”. Para ter um time forte, serão necessárias boas parcerias. Quem se habilita?

Frase bíblica:

Lâmpada para os meus pés é a tua palavra. E luz para o meu caminho.

*Salmos 119:105

Share

GDIA