Mais de 87% do fluxo de pessoas na Ponte da Amizade é do Brasil

Campanha “Foz Limpa, Foz Linda” quer conscientizar a população
4 de setembro de 2018
Rede Ítalo inaugura a 3ª loja em Foz do Iguaçu nesta quarta-feira
4 de setembro de 2018

Uma grande pesquisa sobre o trânsito de pessoas e de veículos nas pontes da Amizade e da Fraternidade, foi realizada pela UDC e os relatórios disponibilizados ontem no site da Universidade. Trata-se de um trabalho de fôlego que contou com informações levantadas por mais de 100 pessoas entre professores e estudantes do Centro Universitário das unidades do Centro, Vila A e Monjolo.

As pesquisas foram aplicadas nas aduanas das pontes da Amizade e Fraternidade de 7 a 10 de junho. A equipe envolvida fez o levantamento de dados científicos e confiáveis sobre a realidade nas fronteiras entre o Brasil e Paraguai; Brasil e Argentina sobre o fluxo de pedestres e veículos, e o perfil de turistas em cada ponte. A pesquisa é realizada, desde sua graduação, pelo Pró-reitor do Centro Universitário UDC, doutor Fábio Prado, com a autorização da Receita Federal e da Polícia Federal.  (Redação / Foto: Roger Meireles)

 

Share

Leia mais sobre este conteúdo e outras informações na edição impressa.

GDIA