Leitor é soda

Foz do Iguaçu recebe em 2018 o maior evento de águas termais do mundo
22 de setembro de 2017
Horário de verão
23 de setembro de 2017

Leitor é soda

Numa das colunas anteriores, referi-me à “herança maldita” que Chico Brasileiro tinha recebido na gestão da saúde dos prefeitos anteriores, Paulo Mac Donald Ghisi e Reni Pereira. Na edição seguinte, o leitor Wanderley Batista, por meio da coluna do Corvo, pegou-me no pé dizendo que o Chico era também autor da herança, pela sua participação na gestão do Paulo, como vice e no setor da saúde. Gostei das observações, Wanderley — corretas e oportunas —, e agradeço pela leitura e pela sua pertinência.

Bem-vinda, primavera
Depois de um outono com cara de “primo verão”, seja bem-vinda mais uma primavera, que deixa nossa cidade mais linda ainda. Que venha carregada de paz e amor. Se vier junto uma boa dose de honestidade e progresso, melhor ainda.

Perguntar não ofende
O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral já foi duas vezes condenado nas várias ações a que responde na Justiça por corrupção, num total de 50 e poucos anos — por enquanto —, e a pergunta doméstica que rola de boca em boca aqui na cidade é esta: e o ex-prefeito Reni Pereira, se for condenado em instância final, quantos anos pegará no xilindró? Lá no Rio, a esposa dele, a advogada Adriana Ancelmo, também foi condenada a 14 anos de prisão, só que sua pena será domiciliar; e aqui a gente pergunta: e a nossa deputada, que também é advogada, Claudia Pereira, ex-primeira-dama, também será condenada em instância final na ação a que também responde junto com o maridão?
Divagações à parte, a grande questão popular é esta: se comprovadas as denúncias, os acusados vão devolver a grana afanada dos cofres públicos?

Reforma eleitoral
Com exceção de uma provável diminuição de partidos para as próximas eleições, nada está mudando nas discussões no Congresso Nacional sobre alterações no setor eleitoral do nosso país, principalmente na questão dos recursos destinados aos políticos, que saem dos nossos bolsos.

O nosso ICVB
Se tem uma entidade ou órgão que orgulha toda a comunidade é o nosso ICVB (Iguassu Convention & Visitors Buerau). Quando a iniciativa privada faz parceria com o setor público, o resultado é sempre positivo, como é este caso do ICVB.

Vingança popular
Pelo jeito o comportamento popular brasileiro na área política e social vai confirmando-se na direção de contestação dos nossos políticos: 2018 votar em branco ou anular o voto. Comparecer às urnas sim, mas para registrar o protesto contra a canalhice reinante no país. Mesmo sabendo que o castigo atingirá algum raro político decente, acho que não votar em nenhum dos atuais políticos candidatos à reeleição é uma boa vingança, tirando da pauta os atuais mandantes.

Responda rápido
A Câmara Federal votará “sim” ou “não” pela cassação do presidente Temer, na ação pra lá enviada pelo Supremo Tribunal Federal?