Estrangeiros lotam sistema de saúde da região Oeste do Paraná

Líder do governo se explica sobre corte de emendas dos vereadores
25 de junho de 2018
Colômbia vence a Polônia e continua viva no Campeonato Mundial
25 de junho de 2018

Estrangeiros lotam sistema de saúde da região Oeste do Paraná

Os pacientes com origem na Argentina ou no Paraguai respondem pelo equivalente de brasileiros que são atendidos pelo sistema público de saúde de Foz do Iguaçu e dos demais municípios localizados na orla do Lago de Itaipu. A afirmação tem como base uma estimativa tornada pública na última semana pelo Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros ao reservatório da usina. De acordo com o estudo, as 16 cidades que formam a região (incluindo Mundo Novo, no Mato Grosso do Sul), tem uma população estimada em 500 mil habitantes com residência comprovada. No entanto, a média de atendimentos no sistema público de saúde, é de aproximadamente 1 milhão.  Segundo a análise, os estrangeiros cruzam à fronteira na busca por socorro em solo brasileiro, devido à precariedade dos sistema nos países de origem. Os serviços básicos do Brasil são avaliados por eles com melhores condições daqueles que existem lá, como é o caso de Paraguai e Argentina, informa a presidente do Conselho, a prefeita de Mercedes, Cleci Rambo Loffi (MDB). (Ronildo Pimentel Freelancer/Foto: Divulgação)

Share

GDIA