Parque das Aves e Núcleo de Educação realizam exposição “Mata Atlântica”

Torneio Integração reúne os destaques regionais de Futsal
7 de novembro de 2018
Câmara aprova facilidades para som e música ao vivo em bares
7 de novembro de 2018

Parque das Aves e Núcleo de Educação realizam exposição “Mata Atlântica”

Vinculada à 4ª edição do “SOS Fauna: Curso de Formação Continuada em Educação Ambiental para Professores”, a mostra pedagógica “Mata Atlântica” acontece nesta quinta-feira (08), no Parque das Aves, em Foz do Iguaçu. Aberta aos visitantes do ponto turístico, a exposição será das 9h às 12h e das 13h às 16h no Espaço de Educação Ambiental.

Esta será uma oportunidade para professores e alunos apresentarem todas as ações educativas desenvolvidas ao longo de 2018 sobre o bioma e sobre o Parque Nacional do Iguaçu (PNI). Deste modo, a exposição vai propiciar troca de experiências, bem como engajar o público que passar pelo local.

Neste ano, a formação, elaborada por meio de uma parceria entre o Parque das Aves e o Núcleo Regional de Educação (NRE), contou com a participação de 25 professores e 11 projetos educativos desenvolvidos em escolas estaduais de Foz e da região. Todo o trabalho envolveu aproximadamente 600 alunos do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio.

Há quatro anos, o SOS Fauna contribui para a formação em Educação Ambiental (EA) de professores do município e da região, tendo como tema gerador a conservação do PNI e seus aspectos biológicos, ecológicos, culturais e sociais. De acordo com a técnica pedagógica do NRE, Daniela Cristina Mendes da Costa, o curso fortalece o processo educativo dentro e fora das instituições de ensino.

“Somos surpreendidos a cada ano com a criatividade dos projetos desenvolvidos na rede estadual de ensino, demonstrando crescimento e amadurecimento dentro da temática proposta,” analisa. Para a coordenadora do Departamento de Educação Ambiental do Parque das Aves, Camila Martins, “a formação demonstra a importante e necessária parceria entre zoológicos e escolas na construção de processos formativos contínuos que busquem a transformação da realidade socioambiental”.

Informações pelo telefone (45) 3529-8282.

Reportagem: Da Redação com assessoria

Fotografia: Divulgação

Share

GDIA