É hoje: “Cê na Sexta” retorna com espetáculo “A Dualidade da Loucura”

OAB/Foz do Iguaçu pede bom senso e defende candidaturas viáveis
3 de agosto de 2018
Representantes partidários falam sobre a retirada de candidaturas
3 de agosto de 2018

É hoje: “Cê na Sexta” retorna com espetáculo “A Dualidade da Loucura”

Peça conta com uma trilha sonora densa, incluindo músicas clássicas e instrumentais

Voltando das férias, o “Cê na Sexta” reabre hoje (03) à noite com o espetáculo de dança teatral “A Dualidade da Loucura”, na Fundação Cultural de Foz do Iguaçu. Com entrada franca, a apresentação começa às 19h30 e presenteia o público com uma peça inspirada em obras de autores consagrados, tais como: “O Banqueiro”, de Craig-James Moncur, e o discurso final do filme “O Grande Ditador” (1940), proferido por Charles Chaplin.

A obra, que mescla dança e dramaturgia, é encenada pelo ator e dançarino Thiago Lopez Turcatti, também diretor do espetáculo, e pelo ator e pianista Lucas S. Saibere.  Para criar a atmosfera de conflito que marca o desenrolar da trama, a peça conta com uma trilha sonora densa, incluindo músicas clássicas e instrumentais, como, por exemplo, Comptine D’Un Autre Été, de Yann Tiersen, e Beethoven’s Silence, de Ernesto Cortazar.

Nesta apresentação, o personagem principal, Martin Carnoy III, tem a trajetória marcada pelo conflito entre desprezar ou amar, dominar ou se entregar. Sendo ele um banqueiro extravagante e solitário, em seus momentos de lazer, Carnoy III dança e divaga, contando anedotas sobre si e sobre as verdades ocultas da sociedade capitalista, sempre em companhia das doces melodias executadas pelo seu pianista particular.

Martin Carnoy III é aterrorizado por sua própria consciência há algum tempo, chegando, inclusive, a ter pesadelos intermináveis sobre os terrores do mundo, o que provoca uma divisão de personalidade em sua psique. Depois, numa noite cotidiana, vem à tona a intensidade do conflito interno entre continuar a ser o banqueiro poderoso ou ser simplesmente o homem que um dia pensou em se tornar bondoso, humilde e defensor de que todos ajudem uns aos outros.

 

Cê na Sexta

Oferecendo, toda sexta-feira à noite, uma atração artística nas modalidades de teatro, música, dança e literatura, o “Cê na Sexta” se propõe a promover o encontro da comunidade com as produções e as expressões artísticas não só da cidade, mas de toda a Região Trinacional. Esta é uma ação desenvolvida por meio de uma parceria entre a Fundação Cultural e a Pró-Reitoria de Extensão (PROEX), da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA).

Da Redação com AMN /Imagem: Divulgação)

Share

GDIA