Ex-presidente Lula é mantido preso após “guerra” jurídica

9 de julho de 2018
Possibilidade de despejo preocupa os ocupantes do antigo Lembrasul
9 de julho de 2018

Ex-presidente Lula é mantido preso após “guerra” jurídica

Após diversas decisões divergentes ao longo do dia, o presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, manteve a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A decisão foi tomada após recurso do Ministério Público Federal contra o habeas corpus concedido, na manhã deste domingo (8), ao ex-presidente pelo desembargador plantonista Rogério Favreto. Segundo a decisão de Thompson Flores, deve ser preservada a decisão do desembargador João Pedro Gebran Neto – que revogou a soltura de Lula.

Entenda o caso

Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, desde o dia 7 de abril, por determinação do juiz Sérgio Moro, que determinou a execução provisória da pena de 12 anos de prisão na ação penal do triplex do Guarujá (SP), após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça. (Heloísa Cristaldo – Repórter da Agência Brasil/Foto: Ricardo Stuckert)

Share

GDIA