Curso gratuito de Informática Básica para a Melhor Idade oferecido pela UDC

Sinpef-PR presta homenagem aos policiais federais pelo seu dia
16 de novembro de 2018
 PTI comemora bons números do Programa de Desenvolvimento de Negócios
16 de novembro de 2018

Curso gratuito de Informática Básica para a Melhor Idade oferecido pela UDC

O próximo Curso será no dia 27/11 sobre Plantas Medicinais. As inscrições estão abertas e são gratuitas

Esta semana os estudantes da terceira idade participaram do Curso de Informática Básica para a Melhor Idade oferecido pelo Centro Universitário UDC em parceria com a AIUTA – Associação Internacional das Universidades da Terceira Idade e Universidade de Toulouse, na França, foi um sucesso.

A aula foi ministrada pelo Profº. Mestre Adélio de Souza Conter que falou sobre reforços nos aspectos da tecnologia os cuidados e as vantagens. “Hoje a tecnologia é basicamente como água, uma necessidade fisiológica e básica da sobrevivência em determinadas sociedades. TI faz parte do contexto de vida da sociedade contemporânea e quanto mais você puder utilizar isso, mais poderá ser feliz”.

A Coordenadora Geral do Centro Universitário UDC, Profª. Ângela Papandréa Luz conta que a instituição realiza trabalhos junto à terceira idade há mais de 10 anos e explica a importância das ações. “É uma preocupação de responsabilidade social da UDC em relação a melhor idade. O importante é dar aos participantes o papel de cidadão. Hoje o idoso vai além dos 60 anos e tem muita capacidade! Queremos contribuir para que ele exercite essa capacidade”.

A Coordenadora explica a criação do Escritório Brasil da AIUTA. “Fazemos parte da AIUTA e recentemente inauguramos o Escritório Brasil aqui na UDC. Juntos, o Profº. Fábio Prado e o Profº. François Vellas, que é o Presidente da AIUTA, estamos desenvolvendo vários cursos”. Hoje em todo o mundo mais de 10 milhões de estudantes participam das Universidades da Terceira Idade.

AJUDA DOS UNIVERSITÁRIOS

Os universitários de Sistemas de Informação reforçaram o time do Professor Adélio e passaram a tarde apoiando os participantes do curso. “Os universitários adquirem know-how na parte de tecnologia, e vieram ajudar os idosos e também aprender, ter uma visão da didática interagindo diretamente com os participantes”, disse o professor.

Everton Schuster está no 6º período de Sistemas e fala da experiência. “Achei muito diferente. Para nós as noções são naturais, e para eles é mais difícil. Compartilhar o conhecimento com o pessoal é demais. Ver a pessoa crescer na dificuldade é muito bacana”.

INCLUSÃO DO IDOSO

A professora aposentada Lizete Alves de Souza El’ Youssef ficou muito feliz em participar do curso e adiantou: “todos que oferecerem vou fazer”. Segundo Lizete, é muito importante para o idoso a inclusão no mundo da tecnologia, além da convivência em sociedade. “Eu uso a internet, celular, redes sociais, somos daquele tempo que não havia tecnologia, mas temos que nos adaptar se não seremos engolidos. Gostei muito da iniciativa da UDC para nos ajudar nessa evolução. O idoso hoje está vivendo mais e tem condições de estar cada vez mais inserido na sociedade moderna”.

(Da assessoria/Foto: Divulgação)

 

Share

GDIA