Cores e encantos no Borboletário do Parque das Aves

MTur facilita acesso ao Selo +Turismo para projetos do setor
23 de novembro de 2018
Receita Federal é homenageada pela Câmara de Foz pelos 50 anos
23 de novembro de 2018

Cores e encantos no Borboletário do Parque das Aves

Um jardim encantado, repleto de cores, cheio de natureza e vida. Assim é o Borboletário do Parque das Aves, o segundo maior do Paraná, que há 21 anos encanta adultos e crianças com uma experiência única.

Com o verão chegando, as borboletas estão saindo de seus casulos e enchendo o Borboletário de vida, encantando quem visita o Parque das Aves. Isso porque os ovos colocados durante as estações de outono e inverno, que depois se transformam em lagartas, e que mais tarde formam um casulo, vão gerar borboletas mais ou menos seis meses depois do ciclo se iniciar.

E para que toda essa beleza continue enchendo os olhos dos visitantes, uma equipe dedicada, especializada no cuidado com borboletas e beija-flores, trabalha focada no Borboletário, coletando os ovos que as borboletas põem e cuidando para que eles tenham as condições ideais para o nascimento das lagartas. Em seguida, a equipe mantém as lagartas bem alimentadas, para que gerem casulos saudáveis e se transformem em borboletas encantadoras.

Uma curiosidade muito interessante sobre o Borboletário é que no início foi muito difícil o sucesso reprodutivo das borboletas, pois eram normalmente predadas pelas aranhas. Com a presença dos beija-flores, as borboletas começaram a se multiplicar, já que eles se alimentam de aranhas pequenas e vários outros insetos. Assim, o Borboletário encontrou seu melhor equilíbrio.

Além da beleza das borboletas, elas também são muito importantes ao exercerem um papel fundamental para o ecossistema, atuando como polinizadoras e indicadoras do bem-estar ecológico, ou seja, quando há muitas borboletas em um ambiente, geralmente ele está saudável. E o aumento de sua população pode indicar também um aumento na diversidade de plantas e outros grupos polinizadores.

(Assessoria / Foto: Parque das Aves)

 

Share

GDIA