Sem categoria

18 de fevereiro de 2018

Acordo para compensar perdas na poupança não abrange confisco do Plano Collor 1

Responsável pelo confisco de depósitos bancários e da caderneta de poupança de milhões de brasileiros, o Plano Collor 1 está fora do acordo entre bancos e poupadores, homologado na última quinta-feira (15) pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo a Advocacia-Geral da União (AGU), há um entendimento firmado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) de que o valor confiscado foi devidamente corrigido pelo indexador da época, não cabendo compensação. Firmado depois de duas décadas de ações judiciais, o acordo para compensar perdas na caderneta de poupança tem como objetivo pôr fim aos processos que questionam a mudança nos indexadores promovida pelos planos econômicos Bresser (1987), Verão (1989) e Collor 2 (1991). Coordenado pela AGU, o acordo foi assinado entre o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), a Frente Brasileira pelos Poupadores (Febrapo) e a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), com supervisão técnica do Banco Central. (Wellton Máximo- Repórter da Agência Brasil/Foto: Divulgação)

2 de fevereiro de 2018

Escolas Municipais recebem melhorias e novo mobiliário

A Secretaria Municipal de Educação está promovendo uma série de melhorias nas escolas municipais Padre Luigi Salvucci, na Vila C, e Presidente Getúlio Vargas, na Vila […]
25 de janeiro de 2018

Juiz do DF manda apreender passaporte do ex-presidente Lula

O juiz federal Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal em Brasília, determinou ontem (25) a apreensão do passaporte do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o […]
25 de janeiro de 2018

Prefeitura contrata grupos e bandas para animação de bailes de carnaval

A prefeitura de Foz através da Fundação Cultural está criando mais uma oportunidade para os artistas de Foz e região. Publicado no Diário Oficial desta quarta-feira […]