No Bico do Corvo Editado por Rogério R. Bonato

Share
21 de setembro de 2018

Datafolha similar ao IBOPE
A briga entre os candidatos não mudou muito de um instituto para outro. No Datafolha, o crescimento de Haddad e a oscilação de Bolsonaro não tiveram a mesma ênfase do IBOPE. Ligaram para o Corvo questionando a palavra “oscilando”. Impressionante como alguns “bolsonaristas” conseguem ser mais xiitas que os radicais de esquerda. Calma, pessoal, “oscilar” não é pecado. Quer dizer que o candidato permeia o seu ambiente eleitoral, só isso; ou seja, está na faixa de votos esperados, mantém a trajetória. Informações obrigatórias: a pesquisa Datafolha ouviu 8.601 eleitores em 323 municípios brasileiros e foi realizada nos dias 18 e 19 de setembro de 2018. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral com o número BR-06919/2018.

 

Revolta
O tempo vai espremendo-se e tudo leva a crer que teremos um segundo turno, e é aí que mora o inconformismo dos torcedores mais fanáticos. O ideal é olharem para o fato das transformações que os brasileiros enfrentam, por meio de uma discussão mais frontal entre o que uns e outros querem e esperam dos políticos. Ideologia política, religião e futebol merecem discussões mais sérias e menos violentas.

 

Caninos de fora
A propaganda eleitoral faz rabiscos na fuselagem dos adversários, e alguém acredita que a intenção é outra? É como preferem mostrar os concorrentes, no lugar de evidenciar as propostas discutindo com a população as suas prementes necessidades. A “fidelidade canina” do Ratinho, o queixo duro de Bolsonaro, o tratamento aos professores no Paraná, isso tudo faz parte do jogo de acusações. Por outro lado, qual governador aceitaria um aliado cuja fidelidade não fosse canina? Sem querer defender o Ratinho, a verdade é que ser fiel é uma coisa, compactuar com esquemas de corrupção é outra.

 

Tempo de televisão
Olhando mais a fundo o resultado das pesquisas, é possível concluir que tempo de televisão não é tudo. Se fosse, Geraldo Alckmin estaria liderando as intenções de voto, no entanto estagnou nos 9% e não sai de lá nem arrastado por guincho.

 

Fato novo
Como este Corvo já escreveu, Bolsonaro e Haddad estão no rumo do segundo turno, e essa possibilidade sofrerá alterações se houver alguma pedra no caminho de um dos candidatos. É quando o tropeço pode custar uma eleição. A mesma ilação serve para o cenário paranaense.

 

Cadê?
O Corvo pode ser vencido ao amanhecer, mas o fato é que faz tempo que não se ouve falar em resultados de pesquisas de grandes institutos em terras paranaenses. Cadê o IBOPE e o Datafolha nas avaliações em nosso estado? O que se sabe é de uma porção de institutos, cada um puxando a sardinha para a sua brasa, na base de agradar aos candidatos.

 

Romaria
Os mais céticos e que não querem um Brasil direitista, como diria Odorico Paraguaçu, sempre disseram que o Ciro Gomes é a única expressão em condições de derrotar o Bolsonaro com folga, se passar para o segundo turno. As pesquisas estão de fato demonstrando isso. No Datafolha, Ciro teria 45%, contra 39% de Bolsonaro, um placar bem melhor que o do IBOPE. O momento é decisivo para Ciro, e os estrategistas estão queimando fosfato para descobrir um jeito de levar o pedetista ao segundo turno, coisa que parece difícil, com o Haddad atropelando. Os correligionários estão encomendando missa, acendendo velas, visitando templos e pais de santo. Não será de duvidar se já não encomendaram até macumba.

 

Ciro vai com Haddad?
É a pergunta da vez: se Ciro Gomes não passar para a outra fase, vai apoiar o Fernando Haddad? Bom, em cima do muro ele dificilmente ficará. A mesma pergunta se encaixa a Marina Silva. Nessa matemática alguém deve estar considerando a rejeição deles. Mas na guerra, até os 2% do Meirelles podem fazer diferença.

 

Vice desprezado
E a pesquisa do Datafolha aponta que 29% não dão nenhuma importância ao candidato a vice. Bom, o povo não liga, mas há períodos na história em que os vices assumiram achando que se dariam bem, como é o caso do atual presidente, o Michel Temer. Se Dilma tivesse bola de cristal, será que escolheria um vice mais eficiente? O Corvo crê que ela acharia alguém ainda pior que o Temer.

 

Ressurgimento do PT
O que parecia impossível está acontecendo: o Partido dos Trabalhadores emerge das cinzas como fosse uma fênix. Segundo os entendidos, isso acontece graças ao desempenho desastroso do atual governo. É o caso do vice; se ele fosse eficiente, Henrique Meirelles não estaria amargando entre os últimos, abaixo dos 3%.

 

A verdade das urnas
Em tempo algum o brasileiro foi tão observador em matéria de política. A verdade surgirá lá pelas 20 horas do domingo, dia 7 de outubro, quando boa parte das urnas for apurada. Há quem aposte duas caixas de cerveja na eleição de Dilma em Minas Gerais.

 

O fenômeno Requião
O senador Roberto Requião colocou a cara em favor do ex-presidente Lula, tanto quanto Gleisi Hoffmann. No auge da encrenca em que o PT se meteu, Requião marcou posição, independentemente de ser defenestrado, como de fato foi. Hoje há quem diga que se ele disputasse o governo do Paraná, ganharia até no primeiro turno. Nem tanto, mas que iria para o segundo, disso ninguém duvida.

 

 

 

Os gringos não querem
O The Economist mostra em sua capa a preocupação com o Bolsonaro: “Um presidente desastroso”. Segundo a revista, “a vitória do capitão da reserva representaria uma ameaça para o Brasil e para a América Latina”.

 

 

 

Vida de taxista
Com tantos assaltos, há taxistas orçando blindagem na área de cockpit. Isso é normal em muitas cidades mundo afora. Há até uma gaveta para o passageiro colocar o dinheiro e receber o troco. O serviço fica mais frio, porém bem mais seguro. Do jeito que vai, será difícil conseguir uma corrida em período noturno. O problema da blindagem é o custo e a regulamentação.

 

Humanização
Os vereadores querem que o serviço de saúde apresente mais agilidade e os usuários recebam um tratamento mais humano. O caso é que quando uma pessoa doente dá de cara com servidor estressado, esse encontro nem sempre acaba bem. Um pai quando olha o filho ardendo em febre e precisa recorrer ao serviço público de saúde vai ao posto, UPA ou hospital com um único objetivo, buscar cura para a criança. Pessoas em condições assim não toleram horas na fila e menos ainda o trato ríspido por conta de alguns servidores.

 

Aperto e bons salários
A Secretaria de Saúde justifica que há servidores acumulando funções pela falta de pessoas e que isso, naturalmente, causa estresse e requer até apoio psicológico. Se o quadro está assim, deve ser revisto pela prefeitura. O Corvo leu ontem que os servidores de Foz recebem o segundo melhor salário pago no Paraná. Os valores, inclusive, são bem mais altos que os pagos pela iniciativa privada. Os dados são do Ipardes (Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social). De que adianta pagar bem o servidor e ele não conseguir desempenhar a função em razão de acúmulo de trabalhos e funções?

 

Intolerância
Com as corregedorias batendo duro no setor policial do Paraguai, quem paga o pato são os visitantes e trabalhadores brasileiros. Várias pessoas estão queixando-se de intimidação por parte de quem deveria cuidar delas. Até onde isso vai?

 

Primavera
Amanhã, 22 de setembro, às 22h54, ocorrerá a chegada da primavera. E ao que tudo indica, a estação das flores virá acompanhada de muita água. Na casa do Corvo as plantas já podem considerar-se aquáticas.

Share
20 de setembro de 2018

O IBOPE e o empate Na última pesquisa do IBOPE (BR-09678/2018), Bolsonaro “oscila” e Haddad sobe 11 pontos. Os demais candidatos aparecem em queda. O quadro aponta para um segundo turno. E é aí que o Brasil vai dividir-se para valer entre coxinhas e mortadelas. A encrenca já começou para valer nas redes sociais. Direita e esquerda se alfinetam como podem. Para um instituto, a […]
19 de setembro de 2018

O dólar e os royalties O que é uma desgraça para a maioria pode ser bom pelo menos para as prefeituras lindeiras de Itaipu. Foz recebeu R$ 7,1 milhões somente em setembro, mesmo assim há insatisfação com relação aos montantes; isso é uma queixa coletiva dos prefeitos. O que será que o Chico vai fazer com essa grana? Quando o prazo de repasses findar, alguns […]
18 de setembro de 2018

Palpites furados Corvo, tenho ouvido as propostas dos presidenciáveis e todos dão “pitacos” na economia como se fosse coisa fácil. O único que realmente entende é o Henrique Meirelles, mesmo assim discordo em muitos pontos, porque o Brasil fica um tanto acanhado quando o assunto é a incerteza que faz o dólar disparar e as bolsas caírem. O Meirelles não é o atual ministro da […]
17 de setembro de 2018

Ecos da pesquisa Comentário geral do final de semana: a possibilidade de uma disputa eleitoral entre direita e esquerda. É inconteste o crescimento de Fernando Haddad, em uma semana, ele saiu dos 8 pontos do Ibope para os 13 do Datafolha; era o último entre os melhores pontuados e na mais recente pesquisa divide a segunda liderança com Ciro Gomes. Maria e Alckmin caem. Bolsonaro […]
15 de setembro de 2018

Dólar na fronteira Corvo, você deve acompanhar o que está acontecendo com a moeda norte-americana. O dólar chegou ao patamar mais alto desde a implantação do Plano Real. As importações estagnaram, os combustíveis vão aumentar, muitos dos insumos controlados pelo dólar também subirão, a começar pela área agrícola. A fronteira vai quebrar, porque os paraguaios e argentinos dependem daquela moeda. Haverá desemprego! Corvo encontre um […]
14 de setembro de 2018

Seu Tony Contaram para o Corvo que o empresário Tony Garcia sempre andou armado de gravadores nas reuniões com os políticos que ele se propunha a “auxiliar”. Depois da prisão de Beto e de outros 14 colaboradores, será difícil alguém requisitar ajuda ou “auxílio” do empresário. Mas os jovens de hoje perguntam: “Quem é essa figura com pinta de galã?”.   O Corvo lembra bem […]
13 de setembro de 2018

Papuço Corvo, estou literalmente empapuçado de tanto ler, ver e ouvir notícias da prisão do Beto Richa, familiares e comparsas. Já deu, vamos mudar de assunto. Isso parece tortura. Sinto-me assim por duas razões: uma pela insistência, como nada mais acontecesse no mundo, e outra por ter acreditado nele um dia. Com fatos assim vamos ficando muito resistentes quanto aos políticos. Vire o disco, seu […]
12 de setembro de 2018

Beto & Fernanda Se o Corvo aderisse às bolsas de apostas botecárias, estaria nadando em moedas de um real, feito o Tio Patinhas. A maioria dizia: “Jamais prenderão o Beto Richa antes das eleições. Podem prender todo mundo, mas o Beto é safo e antenado”. Taí o estrago; antenado ou não, o fato é que o GAECO e a PF amanheceram para o café da […]
11 de setembro de 2018

Mistério Todos perguntam: quem estaria ao volante do Camaro alaranjado, com placas paraguaias, causador de um acidente terrível, vitimando um inocente? Foz do Iguaçu está chocada com mais este caso, certamente em razão de um desses rachas que ocorrem nas madrugadas.   Foz violenta O final de semana prolongado deu muita dor de cabeça para a polícia; acidentes de trânsito, atropelamentos, invasão de residência e […]
10 de setembro de 2018

Cartas Os Corvos aproveitam a edição pós-feriado para a resposta às muitas cartas que foram acumulando desde o início de setembro. Como insistimos em manifestar, várias cartas não serão publicadas devido ao emprego de termos desnecessários e abusados, como palavrões e insinuações aos políticos que permeiam crimes eleitorais. No mais, um bom início de semana a todos!   Incêndios Corvo, andaram metendo fogo em residências […]
6 de setembro de 2018

Pausa no sábado O jornal Gazeta Diário circula hoje no formato de edição especial. Como amanhã é feriado de 7 de setembro, Dia da Independência, não circularemos. Aproveitaremos o feriado prolongado para realizar ajustes em equipamentos na área gráfica. Segunda-feira, dia 10, retomaremos o ritmo normal. Desejamos a todos um bom feriado!   Para pensar… Ao comemorarmos a Independência do Brasil, devemos refletir sobre o […]
5 de setembro de 2018

  IDEB O Corvo detesta estragar prazeres, mas enquanto muita gente comemora o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica de 2017, há quem garanta que ele foi bem abaixo do esperado, num contexto geral. Os números divulgados segunda-feira pelo Ministério da Educação apontam evolução na qualidade do ensino, mas seria um progresso do tipo “tartaruga”. A média nacional foi de 4.3, um número que aponta […]
4 de setembro de 2018

  Destruição Depois da vida, perder a memória é uma grande tragédia. Incêndios devastam instantaneamente aquilo que conceituamos como “memória”. O Brasil desmemoriou com o sinistro ocorrido no Museu Nacional; tudo o que estava armazenado desde o descobrimento (e períodos anteriores) se foi. O antigo palácio abrigava milhões de peças geológicas, como o meteorito de Bendegó; relíquias arqueológicas, entre elas múmias egípcias e o crânio […]
3 de setembro de 2018

Na telinha O Corvo conversou com várias pessoas para avaliar o interesse perante os horários eleitorais. Em Foz do Iguaçu, quase todos os consultados admitem que ligam o televisor esperando ver os candidatos da cidade. O caso é que, em matéria de aparição, eles andam meio raros ultimamente.   Nem querem gravar Alguns candidatos acreditam tanto na eficiência das redes sociais que chegam a desprezar […]
2 de setembro de 2018

Na telinha O Corvo conversou com várias pessoas para avaliar o interesse perante os horários eleitorais. Em Foz do Iguaçu, quase todos os consultados admitem que ligam o televisor esperando ver os candidatos da cidade. O caso é que, em matéria de aparição, eles andam meio raros ultimamente.   Nem querem gravar Alguns candidatos acreditam tanto na eficiência das redes sociais que chegam a desprezar […]
1 de setembro de 2018

  Horário político Começou o horário gratuito do TRE, destinado aos partidos políticos e candidatos! Os telespectadores não gostaram em nada do que viram: uma programação com mais tempo de tela azul do que com gente se exibindo e falando.   Vazios Se a intenção é prender a atenção das pessoas, o horário foi um tiro no pé, mais picotado que bilhete de bonde. Pior […]
31 de agosto de 2018

Geraldo Alckmin Ele foi nitidamente mais bem preparado para encarar a dupla de leões na jaula, no caso Willian Bonner e Renata Vasconcelos. Soube livrar-se da prensa e das insistentes marteladas, algumas equivocadas, como foi o caso de trechos do Rodoanel Mário Covas em épocas que antecederam sua gestão. Alckmin respondeu com o peso de São Paulo, um estado onde tudo acontece e os números […]
30 de agosto de 2018

Entrevistas Quem assistiu ao Jornal Nacional e acompanhou a fala dos primeiros presidenciáveis deve ter se decepcionado, pelo menos nas ocasiões em que falaram Ciro Gomes e Jair Bolsonaro. Os âncoras Willian Bonner e Renata Vasconcelos estão forçando a manivela da máquina de moer ossos; quase não há chance de os convidados responderem aos questionamentos. Bolsonaro contou até dez para não estourar ao vivo.   […]
29 de agosto de 2018

Reportagem importante Seu Corvo, queria parabenizar a redação pela matéria jornalística que ouviu a população sobre as eleições. Há muita importância em saber que os iguaçuenses estão preocupando-se mais com a cidade e em atribuir responsabilidade aos políticos nativos. Como dizia o meu avô, cada um cuida melhor da sua casa, do seu quintal, da sua horta… Quem entrega a propriedade para o vizinho cuidar […]
28 de agosto de 2018

Lar, eterno lar Pois então, Corvo, mais uma vez nos damos com a notícia de que o Lar dos Velhinhos está em situação ruim. Qual é o verdadeiro problema? É falta de apoio comunitário ou a gestão da entidade? É algo que devemos questionar, pois sempre estamos vendo doações, visitas, ações voluntárias, e a cidade parece voltada para o trabalho que fazem lá. Não é […]

GDIA