Colunas

Blog dos colunistas

24 de fevereiro de 2018

Opinião

Bom dia, leitor!
‘Carpe diem!’
– Hoje, sábado, dia 24 de fevereiro, é comemorado o ‘Dia da Conquista do Voto Feminino no Brasil’.
. História: nesta data, em 1932, durante o governo de Getúlio Vargas, o voto feminino foi assegurado, após intensa campanha nacional pelo direito das mulheres ao voto;
. Também nesta data, em 1891, foi promulgada a Primeira Constituição Republicana, que teve como função principal estabelecer os princípios do regime republicano, seguindo o sistema de governo presidencialista no Brasil.

Homem ao mar!
Até quinta-feira última, era certa a candidatura do governador Beto Richa ao Senado da República, não é? É. Mas desde então a conjuntura mudou para o governador, uma vez que a primeira operação da Lava Jato em 2018, a Integração (48ª. da Lava Jato), pegou gente graúda de sua equipe e pôs na prisão! Seis pessoas foram presas até aqui e a sede do governo paranaense foi alvo de busca. Um escândalo!

Homem ao mar! (2)
Segundo o repórter Filipe Coutinho do site ‘BuzzFeed’, os agentes da operação Integração ‘suspeitam que um dirigente do DER-PR usou dinheiro de propina para alugar iates de luxo, comprar apartamento (de R$ 2,5 milhões em Balneário Camboriú) e até pagar revisão de carro do irmão. Trata-se de Nelson Leal Junior que, suspeita-se, recebia propina de Wellington Volpato, diretor da empresa Eco Sul, que tem contrato de R$ 12 milhões com o governo’.

Homem ao mar! (3)
A melhor definição quanto a situação do governador paranaense foi dada na nota ‘O pedágio de Richa’, do site ‘O Antagonista’: “A Lava Jato vai desmantelar o governo de Beto Richa. O foco agora é nas concessionárias de pedágio”.
Além de Nelson Leal Junior (DER-PR) e Wellington Volpato (Eco Sul), Sérgio Moro mandou prender ainda Oscar Alberto da Silva Gayer (DER-PR), Helio Ogama (Econorte), Leonardo Guerra (Rio Tibagi) e Sandro Antônio de Lima (Triunfo Participações).
Existirá uma boia de salvação para o caso do governador Beto Richa? A conferir.

Não é piada
O jornal Folha de São Paulo fez um levantamento e descobriu que a Polícia Militar do Rio de Janeiro tem 15.070 sargentos, 14.870 soldados e 7.300 cabos.
E fez comparação com a situação da Polícia Militar de São Paulo, onde há 10.600 sargentos, 31.500 soldados e 35.800 cabos.
Se o dileto leitor não percebeu: no Rio há sargentos demais e soldados de menos, ou, tem cacique demais pra pouco índio!

Não é piada (2)
Detalhe: segundo o ‘Atlas da Violência 2017’, levantamento feito pelo IPEA – com dados de 2015 – a taxa anual de homicídios por 100 mil habitantes no estado de São Paulo foi de 12,2 e no Rio de Janeiro de 30,6.
Segundo o IBGE, em 2015 a população de São Paulo era de 44.396.484 habitantes e o Rio de Janeiro era de 16.550.024 habitantes.
Tendo em conta estes dados, fica fácil entender a razão pela qual a intervenção federal no estado do Rio tem sido tão bem aceita pela população em geral – em que pese o risco da pretensão eleitoral que ela enseja.

Confúcio
“Para conhecermos os amigos é necessário passar pelo sucesso e pela desgraça. No sucesso, verificamos a quantidade e, na desgraça, a qualidade.”

Viva o sábado, caro leitor! Tenha um final de semana inesquecível de tão bom!
Sorte e saúde sempre a todos!

24 de fevereiro de 2018

Trânsito abusivo

O Foztrans, o Detran ou até a Guarda Municipal e outras instituições bem que poderiam fiscalizar e punir com rigor alguns motoqueiros folgados que circulam pela […]
23 de fevereiro de 2018

Opinião

Bom dia, leitor! ‘Carpe diem!’ – Hoje, sexta-feira, dia 23 de fevereiro, é comemorado o ‘Dia Mundial do Rotaryano’; o Rotary Club foi criado em 1905 […]
23 de fevereiro de 2018

Na Geral

Exemplo da Lucy A professora Lucy Kimie segue com seu belíssimo trabalho na equipe de goalball, formada por atletas com deficiência visual. Ao lado do técnico […]