No Bico do Corvo

23 de setembro de 2017

Horário de verão

O Corvo ouviu a opinião de uns amigos e todos são 100% contrários à mudança de horário. Dizem que a mudança altera desde o ânimo até o biológico. O Corvo gosta porque acorda todos os dias de madrugada e adora caminhar à tardinha. Os dias parecem ficar mais longos.

Contradição
Se o horário de verão não economiza absolutamente nada, e isso não é de hoje, qual a razão de ele existir? E ao que consta, a palavra final será do presidente Michel Temer, pois é quem sacramenta o decreto. O caso é que a população está dividida. Quem mora no litoral adora o horário de verão; o povo do interior já pensa diferente.

CPI dos transportes
O resultado é que houve irregularidades nisso, naquilo, e o pau comeu em duas pessoas: o empresário Ermínio Gatti e o Paulo Mac Donald, que era o prefeito na época. Mas há alguns detalhes que merecem comentários. Carlos Budel, por exemplo, foi presidente da Câmara por aqueles tempos; depois o Zé Carlos. Ambos eram arqui-inimigos declarados do Paulo, viraram o processo de cabeça para baixo e não viram irregularidades. Vitorassi mandava no sindicato e também concordou com o processo. O conteúdo da CPI foi fruto da Operação Ricaxá, Paulo e Ermínio foram conduzidos coercitivamente, inclusive, mas ao que consta houve condenações em várias cidades — e Foz foi deixada de fora. Porém como o doutor Sasha foi quem colocou as mãos no processo, a coisa ficou cheia de moscas em volta, tipo cocô bem fedido.

Fura-fila
Fontes fidedignas garantiram ao Corvo que nesta semana será formalizada uma denúncia sobre a mania de algumas pessoas encostarem no balcão do pronto-socorro e serem atendidas antes de quem já estava lá. É o chamado fura-fila da saúde. A denúncia vai ao MP. Tem gente que rala o joelho e vai chorar na UPA.

Fura-fila 2
Deve sobrar para funcionários de carreira, CCs e terceirizados. E não será de duvidar que vai doer até em político com mandato. O MP está de olho no caso, mas segundo disseram para o Corvo até a Secretaria de Saúde teria adiantado providências sobre a situação. Furar fila parece ser algo usual.

Prestação de contas
Deve chegar a qualquer momento à Câmara Municipal um pacote de documentos sobre a última campanha do IPTU em 2016, na qual um elemento cibernético andou recebendo dinheiro sem apresentar comprovações de que o serviço foi realizado.

Gestação “paritória”
Por falar em coisas que estão chegando, este Corvo está louquinho para colocar os olhos (e o bico) num relatório sobre o passado nublado de um indivíduo. A investigação foi fundo, apurou até as raízes da árvore genealógica do maluquete mitômano. Conclusão: há mentiras de sobra, e grotescas, até sobre as origens. Qual o problema em admitir que é filho de chocadeira? O cargo máximo ocupado pelo investigado foi de porteiro de hotel de viúva, diz o apurado. E querem que chame de doutor? Difícil.

Primavera
O Corvo esperou badalar 17 horas e correu para a rua para dar as boas-vindas à primavera, a estação da fertilidade! O problema é que estava um calor danado. Poxa, será que pularam a estação das flores? 40 graus no último dia do inverno ninguém merece.

Furúnculo
O Corvo não é muito de dar ouvido aos fuxicos, mas confidenciaram que estourou um furúnculo no fiofó de uma autoridade. E não foi coisa pequena. Isso só pode ser praga. Furúnculo nas adjacências é dureza. Teria sido a razão de furar uma fila.

Fórmula 1
Corvo, você não acha que Foz poderia candidatar-se a sediar uma prova de Fórmula 1? Saiba que até o Balneário de Penha, em Santa Catarina, já se candidatou. Nosso povo daqui que se mexa. Perder para os catarinas vai ser fogo.
Márcio Resende

O Corvo responde: prezado, o pessoal do Beto Carreiro investiu no projeto de uma pista, e a FIA gostou. O chefão da F1 foi checar o projeto em pessoa e achou bacana. Bernie Ecclestone não descartou a possibilidade de dois GPs no Brasil. Infelizmente, para sediar uma prova assim, Foz teria de pelo menos possuir um autódromo, coisa difícil de sair até do papel. Autódromo neles, Piolla!

Matador de aluguel
Alguém chegou ao Boteco do Juca, precisamente o advogado Alexandre Saraiva, e disse que queria pregar uma peça no Chico de Alencar. Colocou o celular no módulo viva-voz e disse: “O senhor é o Chico, o jornalista? Pois bem, eu sou um matador de aluguel e acabei de chegar em Foz para matá-lo. Portanto, seja homem e marque um lugar para que eu possa realizar o serviço e não lhe causar constrangimentos”. E o Chico disse: “Amigo, até gostaria de encontrá-lo, mas hoje não vai dar, tenho um compromisso de família”. Foi sábado passado. Claro, isso já entrou para o anedotário e, evidentemente, para o “boticário”. Um bom fim de semana a todos. Segunda o Corvo estará de volta, com espaço maior, esperamos.

 

22 de setembro de 2017

Quem vai querer encarar?

É o que acontece com o Provopar. Depois de uma administração medíocre, igual a tudo o que restou do governo Reni e sua turma, surge o […]
21 de setembro de 2017

Terremotos

Corvo, somos de fato uma terra abençoada por Deus, sem terremotos daqueles que sacodem e derrubam prédios, no entanto há esses sinistros políticos que destroem o […]
20 de setembro de 2017

Dona Rosa

A primeira-dama de um município é por si uma instituição. Em geral cuida das atividades sociais e mantém aceso o laço com as centenas de instituições […]