Como ajudar seu animal de estimação a se adaptar a uma nova casa

Produção industrial do Paraná cresce 12,8% e fica acima do Brasil
11 de junho de 2018
Unila quer o tombamento do Marco das Três Fronteiras
11 de junho de 2018

Como ajudar seu animal de estimação a se adaptar a uma nova casa

Antes de escolher a nova moradia verifique como é a vizinhança, se possui muitos animais nas ruas, sem tutores, se são agressivos e que possam machucar seu cão quando estiver passeando com você. A casa ou apartamento deve ter o tamanho necessário de acordo com a raça do seu pet, cães de porte grande e muito ativos como labradores e Golden retrievers tendem a necessitar de um espaço maior para se exercitar, mas caso isso não seja possível, reforce os passeios diários, brincadeiras e até mesmo algumas horas na creche.

Gatos se adaptam muito bem a apartamentos ou casas pequenas, desde que haja um bom enriquecimento ambiental, com tocas, brinquedos com catnip, locais altos para que possam escalar e se esconder quando necessário. O transporte dos animais de carro para a nova residência deve ser feito da forma mais segura possível. Cães e gatos devem viajar em caixas de transporte adequadas para seu tamanho ou transportados com cinto de segurança próprio para pets.

Na nova residência procure manter os mesmos locais onde os comedouros, caixas de areia e caminhas eram mantidos para evitar mais estresse com a mudança da rotina. Não dê acesso a todo ambiente aos gatos e filhotes, para que possam ir se acostumando gradativamente a nova casa.

Não se esqueça de telar as janelas e sacadas dos apartamentos e da casa para evitar fugas indesejáveis e manter seu pet seguro. Precisando viajar ou mudar com seu pet entre em contato com os veterinários da Bichos S.A , teremos o prazer em atendê-los e proporcionar uma experiência tranquila. (Assessoria / Foto: Divulgação)

Share

GDIA