Celular nos bancos

Os 10 mais ou menos
8 de outubro de 2017
Opnião
8 de outubro de 2017

Celular nos bancos

O prefeito Chico Brasileiro sancionou a Lei 4.545. Ela revoga a famigerada Lei 3.861, que proibia o uso de celulares dentro de agências bancárias — como se todo mundo ficasse de olho nas atividades financeiras dos demais. Agora dá para usar o “zap-zap” e as demais redes sociais enquanto se espera a vez na fila. A iniciativa foi do Márcio Rosa; o vereador fez uma pesquisa danada antes de levar a medida adiante.

Brasil e Catalunha
Hoje os iguaçuenses poderão opinar sobre a onda separatista “O Sul é Meu País”, que quer separar os estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul do resto do Brasil. Que baita país seria, hein? A consulta pública, que conta com três mil urnas, quer conseguir um milhão de votos a favor da separação. O plebiscito não tem valor legal. O movimento foi criado em Passo Fundo e possui mais de 30 mil voluntários. As redes sociais bombam o assunto. Se a moda pegar, Foz será uma espécie de Barcelona da Catalunha. E como vai chamar-se o nosso novo país? Vamos fazer um concurso!

Com o burro
É realizada hoje e amanhã a 2ª Cavalgada Histórica em homenagem à visita de Santos Dumont ao Parque Nacional do Iguaçu. Dezenas de cavaleiros devem percorrer o trajeto de 70 km pela Estrada Velha de Guarapuava, margeando o Parque Nacional. Santos Dumont andou bem mais no lombo de um burro. Ele foi até Guarapuava no início do século passado. Não havia estradas, e sim picadas pela mata, que hoje virou lavoura.

CATs já!
Tá difícil inaugurar os Centros de Atendimento ao Turista (CATs) de Foz do Iguaçu. Eles estão apenas três anos atrasados. Que barbaridade, iniciaram a obra em junho de 2014, alardeando que entregariam em 120 dias. As obras estão sob a responsabilidade do Governo do Estado do Paraná.

ISS fixo
O Corvo nem quis saber do resultado, ele está nas páginas do jornal, mas isso de acabar com o ISS fixo para os profissionais liberais e autônomos em Foz rendeu a maior polêmica e, pelo visto, ainda vai render. Não há como negar que a medida aumentará os impostos. Trata-se de uma imposição federal, sustenta o governo, e se não procederam a mudança podem prevaricar e responder a ações na Justiça. Essa vida de prefeito não é mole não.

Festhumor
Que coisa, hein? No fim, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região absolveu o cartunista Ziraldo Alves Pinto. Não encontraram nada mediante a acusação de improbidade na realização do Festival do Humor. E pensar que um cara como o Ziraldo precisou defender-se durante mais de uma década de algo que não fez. E quem fez? Ninguém fez nada de errado, mas alguém denunciou, inventou uma porção de baboseiras, o MPF levou o assunto adiante, e deu no que deu: Foz perdeu um grande evento, e as pessoas que tanto trabalharam pela cidade foram, sim, humilhadas publicamente, quando deveriam ganhar agradecimento. O que não causa a inveja? Isso vai entrar para a história como a maior sacanagem que já aprontaram contra a cidade.

Escolas
O vereador João Miranda quer a construção de colégios estaduais nas comunidades da Vila Carimã e bairros do entorno como Novo Horizonte, Buenos Aires e Anita Garibaldi. E ele está mesmo correto, pois a região cresceu, e muito, nos últimos anos — e há apenas umas salas do estado juntamente com a estrutura do município. Na hora de cursar o ensino secundário, os jovens precisam deslocar-se para a Vila Yolanda ou outros bairros. Ponto para o João Miranda, que vai encaminhar o pedido para o Núcleo Regional de Educação. Alô, alô professora Ivone Müller, como boa conhecedora da área, deve saber que a reivindicação do João Miranda merece carinho e urgência!

Na rua
Corvo é difícil de crer, mas o que vou dizer é verdade. Lá na vila (Vila C) apareceu um doidão que anda arrancando dentes das pessoas na calçada. E sabe como é, os pobres acabam se entregando, porque o trabalho dos dentistas é caro. Fiquei com medo de denunciar porque ele não é brasileiro, e vai saber o que pode aprontar. Mas denuncie, Corvo, isso é coisa séria.
MVB (A leitora pediu para não ter seu nome publicado.)

O Corvo responde: prezada, isso é caso sério, chame a Vigilância Sanitária. Como alguém pode fazer isso na calçada? Nem na Índia e Paquistão (onde a prática era normal) não deixam mais isso acontecer. Pensa nos riscos de uma infecção. E no mais, há tratamentos dentários para todas as classes, e dentista deixou de ser caro faz tempo. Além do mais há o serviço público. Denuncie o charlatão. Isso pode render cadeia. A foto ilustra esse tipo de prática em alguns países. Aqui não pode!

Paulo Mac
O ex-prefeito deve pegar carona na absolvição do Ziraldo. Se não houve dano ao patrimônio, também não houve dolo. Aliás, alguns ministros já haviam manifestado isso no episódio em que ocorreu a cassação, num resultado muito apertado, diga-se. Segundo informaram ao Corvo, Mac se safou em dois outros processos na semana passada. Este pássaro carnicento ligou para um advogado em Curitiba e teve garantias de que está para estourar uma nova notícia.

Pontos de ônibus
Pois então, Corvo, o assunto rodou, rodou, rodou e voltou ao mesmo lugar, não deu em nada. Cadê os pontos de ônibus de Foz? Pois esses dias um amigo que é arquiteto enviou um tipo de ponto de abrigo, que segundo ele se encaixaria perfeitamente numa cidade como Foz (foto).
Eliezer R. Peixoto

Rogério Bonato e os festivais
A Câmara sacramentou o Título de Cidadão Honorário para o jornalista. O assunto da honraria tramitou nas comissões e teve o apoio irrestrito dos vereadores. Falta apenas marcarem a data para a celebração. Este Corvo bateu um papo com o Bonato, e ele se mostrou bem tranquilo sobre a absolvição de Ziraldo. Segundo ele, “nunca houve irregularidades, o que aconteceu foi a indução do MP ao erro, com denunciações sem cabimento. O resultado a meu favor saiu no início do ano, eu já estava excluído do processo, tanto que não tive, em momento algum, os direitos suspensos; votei ano passado e neste ano, inclusive. O negócio é tocar a vida adiante, pois quem tem responsabilidade, gera empregos e paga impostos não tem tempo para mais nada. Os Festivais do Humor em Foz foram os eventos mais baratos no gênero realizados no mundo. Enquanto um Salão de Berlim custa dez milhões de euros, nosso evento custava R$ 200 mil e chamava mais a atenção. Apenas desperdiçamos uma ótima oportunidade de permanecer no mapa de eventos similares”.

Monstros
Corvo, duas notícias chamaram a atenção do mundo nesta semana: a primeira foi o assassinato em massa em Las Vegas, com o literal fuzilamento de 58 pessoas. O 59º morto foi o autor, que praticou suicídio. E a segunda notícia, lamentavelmente, foi sobre o demente que incendiou uma creche em Minas Gerais. Como pode uma coisa dessa? E o pior é que o assassino se dizia “fissurado em crianças”. Oras Corvo, estou transtornada com essas tragédias.
Norma Calegari

O Corvo responde: não é só você, prezada leitora, todos estamos passados com a notícia. E olhando as imagens pela TV, dói imaginar a dor de tantos inocentes. A natureza humana sofreu sérios desvios nos tempos atuais. Vamos rezar para que pelo menos fatos assim diminuam. 

Bom desempenho
É isso aí, Corvo, sei que você é um grande crítico dos políticos, mas não dá para deixar de ver que a atual legislatura de Foz está desempenhando um bom papel em favor da sociedade. Veja quantas deliberações importantes em poucos dias e a grande quantidade de projetos e discussões. E tem uma diferença, Corvo: não precisam de gracejos nem piadinhas para roubar a cena. Meus parabéns aos vereadores, em especial ao Dr. Brito, Nanci Rafagnin, Márcio Rosa e Rogério Quadros. Mostraram para o que vieram.
Valério Braga

O Corvo responde: prezado leitor, quase todos os dias recebemos notas de elogios para a atual legislatura, mas não publicamos boa parte porque entendemos que os nossos valorosos edis estão cumprindo a obrigação deles. Mas é verdade, estão anos-luz à frente, em matéria de dedicação, se comparados aos antecessores — a pior de todas as legislaturas na história.

Abandono
Corvo, abandonaram uma gata com um criame de gatinhos na porta de casa. O que eu faço? Por acaso essa gata não é sua né, Corvo? Mas que judiação. Se eu pego um “desinfeliz” abandonando os bichinhos, vou rodar a baiana. Que barbaridade!
Nathália Fonseca

O Corvo responde: prezada, o gatil do Corvo continua em casa, os bichinhos estão umas feras e mamam e dormem o dia todo. São lindinhos e logo estarão disponíveis para a doação. Há sete filhotes. Dois ficarão com este Corvo (além da mãe), e os demais terão casa nova. Sobre os gatinhos deixados na sua casa, crie todos um tempo e depois tente encontrar donos, do mesmo jeito que o Corvo está fazendo. Veja a foto com os gatinhos do Corvo!

 

Share

GDIA