Caso Lourdes: Acusados de homicídio duplamente qualificado irão a júri popular

Mortes caem 57% na Operação Semana Santa no Paraná, aponta PRF
3 de abril de 2018
Usina de Itaipu tem melhor março e trimestre da história
3 de abril de 2018

Caso Lourdes: Acusados de homicídio duplamente qualificado irão a júri popular

Quatro homens acusados de homicídio duplamente qualificado e associação criminosa serão levados a júri popular na próxima quinta-feira (5). Os réus Claudemir de Souza, José Carlos Pereira, Mário Ângelo Veiga e Luiz Carlos de Moraes foram indiciados por suposta participação no assassinato de Lourdes Rodrigues Aleixo. O julgamento terá início às 8h, no Plenário do Júri de Foz do Iguaçu e será aberto à população. Lourdes, na época com 33 anos, foi morta a tiros em uma emboscada na manhã do dia 20 de março de 2014. Ela trabalhava em uma panificadora no centro de Foz e no dia do crime, se preparava para deixar a residência onde morava, na Rua Diadema, região do bairro Curitibano II por volta das 6h30, quando foi surpreendida por dois homens em uma motocicleta. Um deles efetuou quatro disparos contra a mulher, que foi atingida na cabeça, tórax e abdômen. Ela chegou a ser socorrida pelo SIATE, mas morreu a caminho do hospital. Logo após o crime, familiares da vítima procuraram a Delegacia de Homicídios relatando que a mulher teria se queixado que vinha sendo ameaçada por um homem há vários dias, porém não souberam informar o motivo da perseguição. A possibilidade de latrocínio (roubo seguido de morte) foi descartada ainda no local da morte, já que nenhum pertence da vítima, havia sido levado. (Da redação / Foto: Divulgação)

Share

GDIA