Capataz da fazenda de Cartes foi torturado e morto com tiro na nuca

Comércio aposta em liquidações e brindes para alavancar vendas de Dia dos Pais
8 de agosto de 2018
8 de agosto de 2018

Capataz da fazenda de Cartes foi torturado e morto com tiro na nuca

A polícia paraguaia solucionou parte do mistério em torno da morte de Norberto Benítez Caballero, 38. Ele estava desaparecido desde domingo à tarde (5), quando foi sequestrado ao transitar por uma estrada junto com sua esposa.
Norberto era capataz da estância Cerro Perrõ, colônia Fortuna Guasu, de propriedade do presidente paraguaio Horácio Cartes. Seu corpo foi encontrado, na manhã dessa segunda (6), em uma estrada de Pedro Juan Caballero, departamento de Amambay.
De acordo com a equipe do jornal Ultima Hora que foi até o local, o cadáver apresentava indícios de ter sido brutalmente torturado antes de ser executado com tiros na nuca e no pescoço. Seus algozes deceparam as duas mãos, furaram parte do corpo, e o rosto continha sinais de queimaduras.
A denúncia sobre o desaparecimento de Norberto Benítez Caballero foi feita por sua esposa, que está grávida. Ela disse à polícia que seu marido fora raptado por quatro homens desconhecidos, fortemente armados e que se identificaram como policiais. (Adelino de Souza Freelancer / Foto: Divulgação)

Share

GDIA