Campanha Agosto Azul alerta sobre os riscos do tabagismo

18 de agosto de 2018
20 de agosto de 2018

Campanha Agosto Azul alerta sobre os riscos do tabagismo

No mês de agosto, o urologista Dr. Gustavo Cruz fala sobre a relação do cigarro com o Câncer de Bexiga e com a Disfunção Erétil

 

ganhou mais um mês para lembrar aos homens a importância do cuidado e prevenção: o “Agosto Azul”, é uma iniciativa do estado do Paraná, regulamentada pela Lei nº 17.099, de 28 de março de 2012, cujas atividades se espalham pelas cidades
para conscientização. Este ano o tema escolhido para se trabalhar a saúde do homem foi o tabagismo, e o médico urologista, dr.
Gustavo Cruz alerta sobre a importância do tema: “todo fumante sabe que o cigarro não traz nenhum benefício para sua saúde, mas o que nem todos sabem é que os riscos do cigarro vão além dos problemas pulmonares, que são amplamente divulgados”,
explica o especialista.

Segundo dados da OMS, Organização Mundial da Saúde, há cerca de um bilhão de fumantes no mundo, mas a boa notícia é que este número se manteve desde o início do século, mesmo como o aumento da população. Ou seja, proporcionalmente, o número de fumantes vem diminuindo ao longo dos anos em todo o mundo. No Brasil a estimativa é de que um a cada 4 homens é fumante, enquanto para as mulheres é de uma a cada 20 mulheres. O que equivale a 18% dos homens e 10% das mulheres
do nosso país.

“O tabagismo está diretamente ligado ao câncer de bexiga e também à Disfunção Erétil”, afirma o urologista dr. Gustavo Cruz, no ano passado o Instituto do Câncer de São Paulo divulgou um estudo dando conta de que 65% dos pacientes que eles tiveram no ano anterior com casos de câncer de bexiga tinham histórico de tabagismo. “Tanto o tabagismo, quanto a hipertensão, diabetes e colesterol elevado, por exemplo, causam danos aos vasos sanguíneos, a chamada aterosclerose que gera dano a
qualquer coisa que dependa do fluxo sanguíneo, como os rins. O principal motivo que leva à insuficiência renal crônica e à hemodiálise é a nefroesclerose, da aterosclerose, que é o envelhecimento dos vasos sanguíneos, que vai matando células renais
e perdendo a função. Do mesmo jeito você vai ter mal funcionamento do sistema da ereção”, complementa o especialista.

Atenção aos sintomas!
Cerca de 70% dos pacientes com tumor de bexiga apresentam sangue na urina, como apresentação inicial do problema.

Pare de fumar:
A rede de saúde pública dispõe de programas para quem tem vontade de fumar. Para quem ainda tem dúvidas sobre largar o cigarro, fica mais uma importante informação: “O Câncer de Bexiga é o segundo tumor urológico que mais ocorre nos homens e eles têm três vezes mais chances de desenvolver a doença do que as mulheres, e, além desses fatores, o tabagismo, aumenta em até cinco vezes as chances de desenvolver Câncer de Bexiga em relação às pessoas que nunca fumaram”, finaliza dr. Gustavo Cruz. (Assessoria de Imprensa)

Dr. Gustavo Zepka Cruz
Médico Urologista graduado pela Fundação UFRS

Share

GDIA