Cadê o Samekinho?

Depois de 30 dias do pagamento de resgate, EPP liberta sequestrados
5 de fevereiro de 2018
Fogo no mato é crime
6 de fevereiro de 2018

Cadê o Samekinho?

Samekinho é a forma simples e carinhosa de tratar o Dr. Jorge Samek, diretor-geral da Itaipu por 15 anos e hoje aposentado há cerca de um ano. A intimidade do tratamento deve-se ao fato de ele ter nascido aqui em Foz e ser assim tratado e conhecido por muitas famílias pioneiras, como a sua. Voltando à pergunta inicial, temos uma resposta: cuidando de sua fazendinha e distante da correria da vida pública e da política. Pelo menos é o que achamos, os mais antiguinhos da cidade, mas que dá saudade dele, isso dá… Uma coisa eu tenho certeza: se o Lula vier a ser candidato, o Samek sairá da toca.

Luciano Huck presidente?
Eu não acredito que ele sequer saia candidato a algum cargo, e a boa posição que ele desfruta nas pesquisas é devido aos belos e humanitários projetos sociais de seu programa na TV. Fica nisso.

Segurança nacional
Em recente entrevista, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirmou a necessidade de uma Força Nacional de Segurança e a mudança na atual legislatura da Defesa. Se o ministro acha isso, imagine o que pensa o povão, a vítima do atual estado nacional.

Futebol espetacular
Este domingo foi espetacular no Campeonato Paranaense de Futebol: nosso Foz ganhou do Rio Branco e se colocou em primeiro lugar o Grupo A, e o meu Atlético venceu o Coxa e também assumiu o primeiro lugar na sua tchurma do Grupo B. Eta nóis, sô!

Boa sorte, Neuso!
O empresário Neuso Rafagnin assumiu a presidência do nosso Sindhotéis, e nós lhe desejamos uma gestão tão profícua e harmoniosa como a de seu antecessor, Carlos Silva.

Canal Livre
Assisti pelo Canal Livre, da Band, neste domingo, à entrevista com a ex-senadora Marina Silva, da Rede, uma das pré-candidatas à presidência da nossa República. Um bom nome entre as feras candidatas. Falando em eleição, tudo do que a gente não está precisando neste momento é um candidato de extrema direita como o Jair Bolsonaro.

Ministério parlamentar
Nestes cento e poucos anos de nossa história, nunca Foz do Iguaçu viveu um estrondo político em nosso Legislativo, com muitos vereadores cassados por improbidade, outros ameaçados e muitos suplentes podendo perder os atuais mandatos. Uma vergonha.

Share

GDIA