9 de novembro de 2018
Joesley Batista da JBS é um dos presos na Operação Capitu
10 de novembro de 2018

Pelo em ovo
É o que algumas pessoas de Foz estão tentando encontrar, ao discutirem a instalação de um colégio militar na unidade estadual conhecida como Bartolomeu Mitre. Para variar, há muita bobagem no lugar de conversa séria. Os colégios militares do Paraná são centros de formação de primeira grandeza, responsáveis pelo encaminhamento de muitos jovens em várias profissões. Independentemente do tempo de existência da instituição de ensino, uma nova proposta pedagógica não deve ser encarada como empecilho. O Corvo recebeu cartinhas abordando o assunto.

 

Horizonte
Corvo, quem passa por colégio militar põe um pé na universidade e também pode ingressar em instituições ligadas às Forças Armadas, e isso se dá pela qualidade do ensino. Mas instalarem um colégio assim no Mitre? O senhor já entrou lá? O local precisa de uma reforma, e não é de hoje. O ginásio de esportes é precário, o pátio de alunos está esburacado, e os jardins viraram um matagal. Deveriam construir uma estrutura nova.
Laerte Macedo

O Corvo responde: este Corvo não foi ao local recentemente, sendo assim não sabe das condições físicas, mas taí uma oportunidade para reformar e preservar o edifício quase centenário (1927). E é o que deve acontecer. Tomara que comecem a reforma pelo lado de fora, arrancando aquelas porcarias de estruturas da praça e o bidê, que dizem ser um chafariz. Falando em qualidade de ensino, este Corvo conhece dois engenheiros que saíram de colégios militares e entraram no ITA, um dos melhores recintos de formação tecnológica abaixo da Linha do Equador.

 

Rebordosa matinal
Um coronel da PM de São Paulo e a esposa dele caíram na rede das operações contra o crime no Rio de Janeiro. Não demorou, a polícia expediu um boletim para a imprensa dando conta de que ele era de Itaipu. Para variar, uma notícia assim balança o coreto. Tudo errado, o detido era recém-ligado ao PTI e, com a prisão, recebeu uma demissão sumária. O departamento de Comunicação Social da binacional desmentiu a nota logo nas primeiras horas.

Fácil concluir errado
O escrivão perguntou para o detido: “Onde você trabalha?”, e ele respondeu: “No Parque Tecnológico de Itaipu”. Pronto, tava feito o estrago. Se nos grandes centros não sabem nem que a Unila existe, vão saber o que é PTI?

 

Confusão generalizada
Foz é vítima dessas desinformações. Um bandido é preso no Paraguai, e os noticiários dizem que foi em Foz, ou que morou no município. Entre outras, estamos calejados em vivenciar distorções, como as ocorridas no tempo em que a cidade era acusada de ninho de terroristas.

 

Por falar…
…em Comunicação Social de Itaipu, contaram para o Corvo que o Bolsonaro estava olhando uma lista de executivos e funcionários de Itaipu. Ele ia passando o dedo na relação e toda vez que encontrava um militar perguntava: “Quem é esse general aqui? E esse outro?”. Assim foi até chegar à área da Comunicação, quando perguntou para o assessor: “Quem é esse Caio Coronel? E essa Patrícia Iunovich?”. O informante respondeu: “Ah, presidente eleito, um é fotógrafo e a outra, sargentona”. Bolsonaro nem pestanejou. Fechou a lista e disse: “Esses ficam”.

 

Atropelador
Pense na situação: o policial da Força Nacional está trabalhando e é atropelado por um contrabandista. Imagina o sentimento dos colegas de farda? E o cara ainda fugiu! Isso que é viver perigosamente.

 

Avenida
Mais um caminhão causou a interrupção do trânsito na Avenida Paraná, no início da semana. A carga de farinha se espalhou por todo canto e, depois que lavaram o asfalto, a mistura virou uma espécie de goma arábica. Uma leitora disse que o grude estragou o sapatinho dela. Deve ter sido o “milionésimo” caminhão a derrubar produtos no local. Como será que faz para não tombarem?

 

Troca-troca na Câmara
Ó paí ó! Como este pássaro é bom de antecipar os fatos, vai reproduzir uma nota do superblogue Não Viu?:
“Como já era previsto e antecipado pelo ‘Corvo’, do Gazeta Diário, o vereador Tenente-Coronel Jahnke (Podemos) afirmou na sessão desta quinta-feira, 8 de novembro (ontem), que aceitou o convite do Prefeito Chico Brasileiro para assumir função de secretário de Governo no Executivo Municipal. Durante a palavra livre, o vereador fez agradecimentos pelo período que esteve no Legislativo, o que, segundo ele, foi um grande aprendizado. Quem assumirá a vaga no Legislativo será o suplente Marcelinho Moura”.

 

O “Marcelucho”
Segue o texto do jornalista Vinícius Ferreira no Não Viu?:
“A mudança é uma das últimas esperanças da administração do prefeito Chico Brasileiro de reverter a imagem negativa que vem cultivando todos os dias, pois a impressão que a população tem, podem perguntar nas ruas, é a de que a prefeitura está estagnada. Jahnke, talvez, poderá dar um novo alento à gestão atual. Como? Só os nossos gestores sabem e, por isso, o convidaram. Em contrapartida, agora, como vereador, Marcelinho Moura, que se tornou a “eminência parda” da dupla Chico e Bobato (vice-prefeito), deverá ‘jogar todas as suas fichas’ para que o próximo presidente da Câmara Municipal, que será eleito em meados de dezembro, seja um aliado político da atual administração. Marcelinho é um hábil articulador político, para dizer o mínimo sobre ele, mas vai ter uma tarefa muito difícil pela frente, pode ter certeza, caro leitor”.

 

Saudade
Ao escrever o nome do Vinícius, este Corvo recordou uma pérola. O finado, saudoso e querido amigo Araújo, um dos mais badalados colunistas sociais que esta cidade já leu, o “Ibrahim Sued da fronteira”, certa ocasião perguntou para o Vinícius: “Vem cá, teu nome corretamente é ‘Viniçu’ ou ‘Venisso’”?

 

Mais mudanças
Assopraram para esta ave comedora de carniça que a “reforma” administrativa do seu Chico pode ser bem maior do que esperam. Não será uma redução de secretarias no formato Bolsonaro, mas haverá sim gente acumulando cargos.

 

Grande Madson!
O novo chefe da área de Comunicação do município visitou ontem a redação e foi recebido pelo Rogério Bonato, que lá estava incomodando o Robson Meireles. Madson Oliveira, jornalista, é quem trabalhará a imagem do governo. Ele sabe o que faz e conhece do batente. Madson entra no lugar do Digão, outro boa-praça, que assumirá a tarefa de captar recursos para a Fundação Cultural (entre outras). Madson, Robson e Bonato estão na foto de visita à redação.

Aplausos para a Panorama
A solenidade lotou o plenário da Câmara como em poucas ocasiões. Lá estava o Paulo Pulcinelli Filho todo orgulhoso, ao lado da esposa, Márcia, e dos colaboradores. Muito merecida a homenagem aos 25 anos da Panorama Home Center! O Corvo vai pesquisar isso bem certinho, mas a rede de lojas Panorama deve ser uma das empresas que mais geram empregos em Foz! Aqui os parabéns do Corvo. Pedimos emprestado um registro do Ricardo Azevedo.

 

Domingão
Há quem esteja no sofrimento, na dieta, guardando-se para aproveitar o churrasco do próximo domingo, uma das etapas da festa em homenagem a Nossa Senhora das Graças. O tradicional evento acontece na paróquia que fica na Avenida Andradina, 2.283, no Jardim Ipê. Haverá o terço mariano, missa, recepção da imagem da santa, e depois dá-lhe costelão de chão, entre outras iguarias. Ah, o sorteio também é muito concorrido!

 

 

Cabeza
O jornalista Ronildo Pimentel estreia coluna nova neste jornal. O título é “CabezaNews”, muito sugestivo, aliás, uma homenagem ao intrépido descobridor da Cataratas do Iguaçu. Desejamos boa sorte ao confrade, muito antenado nos principais fatos da política paranaense. Contaram para o Corvo que a governadora Cida vem a Foz e espera uma cesta de caquis da plantação do Ronildo.

Share

GDIA