Polícia Rodoviária Federal inicia Operação Independência
6 de setembro de 2018
9º Fashion Bazar segue até sábado no centro de Foz
6 de setembro de 2018

Olá, caro leitor. Bom dia!

 

 

‘Carpe diem!’

– Hoje, 5ª feira, dia 06 de setembro, é comemorado o ‘Dia da Oficialização da Letra do Hino Nacional’;

– Também hoje é comemorado o ‘Dia do Alfaiate’;

– A data também é de comemoração do ‘Dia do Barbeiro’ e do ‘Dia do Cabeleireiro’.

 

Fala que eu te escuto!

“Lula é um excelente produto para venda no exterior. Mas também existe, nesses meios, um terceiro-mundismo que presta homenagem ao Lula para expiar os pecados cometidos no passado. O Chirac era doido pelo Lula. O Bush era a mesma coisa. É uma espécie de mito do bom selvagem. Você pega o Le Monde, The New York Times e é isso. O Lula se encaixa perfeitamente no mito. Ninguém se preocupa em saber se ele foi condenado por um tribunal de exceção ou por ter descumprido artigos do Código Penal. É não querer ouvir. Como se fosse uma espécie de mártir, de Nelson Mandela, a ponto de o Celso Amorim afirmar que o Brasil será banido da comunidade internacional sem o Lula concorrendo nas eleições. Que o Brasil será equiparado à África do Sul na época do apartheid. Esse senhor foi diplomata, ministro das Relações Exteriores e diz esse tipo de barbaridade. Acredita-se que o Lula, por ser o Lula, está isento da aplicação da lei.”

Do chanceler Aloysio Nunes (PSDB-SP), ao jornal Valor Econômico.

 

 

Pronto, falei..!

No sábado passado o Corinthians recebeu o Galo Doido, digo, o Atlético Mineiro e o jogo terminou em empate. Na madrugada da mesma noite ocorreu um assalto no complexo comercial da Arena Itaquera. Aí o pessoal da GloboNews foi fazer a cobertura do delito ocorrido e no programa “Em Ponto”, em que se noticiou o evento, o apresentador do programa – jornalista José Roberto Burnier – comentou o que havia acontecido questionando o repórter que fazia a externa: “A polícia já tem alguma pista dos criminosos? Estão roubando o próprio time agora? É isso?”

Pegou mal. E Burnier pediu desculpas. E o pessoal do Corinthians reclamou: “O comentário, além de ser de enorme insensibilidade com o drama das pessoas mantidas reféns pelos assaltantes na Arena, demonstra um preconceito de classe execrável e anacrônico”. A injustiça, quando é com a gente dói mais, muito mais…

Em tempo: a Rede Globo não vai fazer com José Roberto Burnier o que fez com William Waack só por causa disso, vai?

 

 

Exemplo a ser seguido

A trajetória sul-coreana encanta qualquer curioso que se interessar por sua história. Mas não acredite nas palavras destas mal traçadas linhas. Quando e se puder, procure se inteirar e entenderá a razão do êxito daquele país, caro leitor.

Agora mesmo os sul-coreanos da Samsung estão prometendo para novembro vindouro o lançamento de um smartphone que pode se dobrar como uma carteira que a gente usa para guardar documentos e dinheiro. Comentado desde 2015, provavelmente o produto estará nas lojas a partir de 2019 (UOL).

 

 

Delicadeza

‘Com a mão de um desejo selvagem

Roubarei a seda que o beijo guardou

Só pra dar uma riqueza

Pro meu amor’.

Do cantor e compositor Djavan, em ‘Miragem’.

 

 

Contato: idgar_dias@hotmail.com

Acesse a Gazeta Diário na internet em www.gdia.com.br

Olha a quinta-feira, leitor. E amanhã é feriado! Boa jornada.

Sorte e saúde sempre!

Share

GDIA