8 de agosto de 2018
9 de agosto de 2018

Barrado no baile
O pré-candidato a deputado federal do PSD, Marcio Rosa, não passou na convenção estadual, finalizada no domingo (5). Ele foi indicado pelo presidente da comissão executiva local, Wanderlei Teixeira. Se tivesse um pouco mais de altivez, Teixeira renunciaria ao cargo porque não teve força política. Pobre Marcio Rosa: passou vergonha por ter ido na conversa de um presidente que fez de tudo para apoiar um candidato lá de Cascavel.

 

Vermelho aprovado
Enquanto isso, o pré-candidato Vermelho, amigo de Ratinho Junior, foi aprovado com folga e disputará uma cadeira na Câmara Federal, defendendo Foz do Iguaçu, mas trabalhando nas regiões Oeste e Sudoeste, onde tem apoio em mais de cem municípios.

 

Treze deputados
Vermelho faz parte da coligação Muda Paraná, formada pelo PSD, PSC, PR, PPS e Podemos. Cálculos dos entendidos em política estimam que essa coligação fará votos para eleger entre 11 e 13 deputados federais. Se tudo correr conforme as previsões, Vermelho seria o sexto ou sétimo.

 

Francischini pulou fora
O deputado Fernando Francischini (PSL) desistiu de concorrer ao Senado. Ele irá disputar uma cadeira na Assembleia, com a missão de puxar um monte de deputados e solidificar a candidatura de Bolsonaro no Paraná, que ele irá coordenar pessoalmente. Ana Barroso será candidata ao Senado.

De pai pra filho
Francischini é delegado da Polícia Federal e adota discurso radical, principalmente na área de segurança. Como pretende eleger-se deputado estadual, vai tentar eleger o filho, Felipe Francischini, do mesmo partido, para a Câmara Federal.

 

Ratinho x Cida
Os nove partidos que integram a coligação de Cida (PP/PSDB/PP/PSB/PTB/DEM/Pros/PMN e PMB) somam um total de 149 prefeitos e 1.003 vereadores. Já as nove siglas da aliança de Ratinho Junior (PSD/PSC/PRB/PR/PPS/PV/PHS/Podemos e Avante) contam com 121 prefeitos e 871 vereadores.

 

Arruda x Dr. Rosinha
Em terceiro aparece o deputado federal e candidato do MDB, João Arruda, cujos quatro partidos (MDB/PDT/SD e PCdoB) reúnem 110 prefeitos e 543 vereadores. Em seguida vem o ex-deputado federal Dr. Rosinha, candidato do PT, com dez prefeitos e 107 vereadores. O cálculo foi divulgado pelo Bem Paraná.

 

Preto e índio
O general de pijama Hamilton Mourão, vice de Bolsonaro, perdeu a oportunidade de ficar calado. Em evento realizado na cidade de Caxias do Sul, o general soltou esta pérola: “Temos uma certa herança da indolência, que vem da cultura indígena. Eu sou indígena. Meu pai é amazonense. E a malandragem. Nada contra, mas a malandragem é oriunda do africano. Então, esse é o nosso ‘cadinho’ cultural”. Isso é racismo e vai dar muito o que falar.

Share

GDIA