O projeto Amigos no BMX segue trazendo medalhas para Foz
6 de agosto de 2018
Ônibus é apreendido com quase 580 quilos de cocaína e crack na BR-277
6 de agosto de 2018

Olá, caro leitor. Bom dia!
‘Carpe diem!’

– Hoje, segunda-feira, dia 06 de agosto, é ‘Dia Interamericano do Escotista’;

– Também hoje é comemorado o ‘Dia Nacional dos Profissionais da Educação’;

– História: Em 06 de agosto de 1945 a cidade japonesa de Hiroshima foi destruída pela primeira bomba atômica (‘Little Boy’) detonada pelo homem como arma de guerra. A bomba foi lançada de um avião americano modelo B-29 (‘Enola Gay’). Três dias depois, a segunda bomba destruiria Nagazaki, pondo fim à Segunda Guerra Mundial.

– Hoje é ‘Dia de Hiroshima’.

 
Ainda a greve dos caminhoneiros

Nossa economia ainda sofre os efeitos da greve dos caminhoneiros ocorrida em maio. Comparto com você, caro leitor, um artigo de Stephen Kanitz – Aprendizado Dessa Greve – que aborda de forma bem clara o assunto.

“Não sei quem são os intelectuais especialistas em negociação e teoria dos jogos desses sindicatos e associações de caminhoneiros. Só sei que esses idiotas contra atacaram com muito mais violência do que necessário.

Como Petrobras é uma empresa monopolista, basta os caminhoneiros repassarem os 10% para as empresas contratantes. O setor rodoviário também é monopolista, representa 58% do transporte em vez de 11% em outros países.

O erro da Petrobras foi usar preços americanos, e reajustes diários, algo que se Pedro Parente fosse formado em administração jamais teria feito. O desastre está feito e as consequências para os caminhoneiros e as empresas de transporte serão catastróficas:

1. Nenhuma empresa irá mais confiar que seu produto chegará ao destino na data prometida;

2. Empresas irão preferir transporte de longa distância por empresas ferroviárias como a Rumo, cujas ações eu já havia comprado há tempos, agora é só esperar. Espero que um dos próximos candidatos à Presidência adote como meta reduzir nossa dependência de 58% nesses incompetentes em negociação;

3. Brasil será o primeiro país a adotar o caminhão autônomo, sem caminhoneiro que possa fazer greve;

4. Brasil será o primeiro país a adotar o carro elétrico. Essa tecnologia já existe, acabo de comprar um Volvo com esse adicional;

5. Empresas deixarão de terceirizar suas entregas a caminhoneiros autônomos;

6. Caminhoneiros irão embutir nos seus preços o fator risco Petrobras;

7. As companhias de aviação, idem”.

 
Justiça do Trabalho

A Justiça do Trabalho do Brasil nos custa quase R$ 18 bilhões por ano. O resultado de suas sentenças distribui o equivalente a menos da metade deste montante. Ou seja, a justiça trabalhista brasileira é um peso para o contribuinte!

Mas naquela Corte são exigidos ‘decoro e asseio’, conforme determinação de seu presidente, o ministro João Batista Pereira, que – segundo o jornal O Estado de São Paulo – ‘proibiu o uso de calças colantes, minissaias, decotes, calças jeans rasgadas, shorts, bermudas e sandálias rasteirinhas’ no TST.

É o Brasil de 1958..!

 

Contato: idgar_dias@hotmail.com

Acesse a Gazeta Diário na internet em www.gdia.com.br

Boa segunda-feira e boa semana, leitor! Até amanhã, ok?

Sorte e saúde sempre a todos!

Share

GDIA