1 de agosto de 2018
1 de agosto de 2018

ACIFI e eleições
O posicionamento corajoso da ACIFI sobre as eleições deste ano está no caminho certo. O documento apresentado ontem na reunião com dirigentes partidários merece o apoio das pessoas de bem, que querem o desenvolvimento da cidade. Em resumo, o documento defende o lançamento de candidaturas viáveis, comprometidas com as causas de Foz e região.

 

Excesso de candidatos
O documento da ACIFI diz que os primeiros sinais de desalinhamento dos partidos e candidatos nas vésperas das convenções partidárias “antecipam que a região corre o risco de ficar sem representantes, pois apenas em Foz são 30 pré-candidatos a deputado estadual e federal”.

 

Trampolim político
É preciso destacar a coragem dos dirigentes da ACIFI de puxar a orelha de candidatos mordidos pela mosca azul ao se lançarem sem a mínima viabilidade. “A população sabe que o lançamento de pré-candidaturas é uma prática do campo político na ânsia de ocupar espaço, testar nomes e sua viabilidade eleitoral, e que muitas vezes é utilizada por alguns como forma de trampolim político para futuras candidaturas”, diz o documento.

 

Prática danosa
E prossegue: “Esta é uma prática extremamente danosa e que contribui para o agravamento da verdadeira e principal causa da falta de representatividade política de nossa região: a pulverização dos votos em candidaturas sabidamente inviáveis e/ou não comprometidas com as causas regionais”.

 

Recado duro
Por fim, a entidade mandou um recado duro aos partidos e candidatos: “A ACIFI vem a público externar seu mais forte e acalorado apelo aos partidos políticos e candidatos para que intensifiquem ao máximo os diálogos entre si, com o objetivo de reduzir significativamente o número de candidatos a deputado federal e a deputado estadual, priorizando apenas as candidaturas que apresentarem real viabilidade eleitoral e que de fato estejam comprometidas com as causas da região”.

 

Cargo merecido
Nosso amigo e colega de trabalho Elson Marques é o novo diretor de Comunicação Social da Câmara. Ele atendeu ao honroso convite do presidente da Casa, Rogério Quadros. Jornalista há mais de 30 anos, Elson passou por diversos órgãos de comunicação e exerceu com muita competência a Secretaria de Comunicação Social da prefeitura. Tristeza aqui no Gazeta Diário, que perde um grande profissional.

 

Fim do namoro
Pra finalizar: não resultou em casório o namoro de Requião com Osmar Dias para esta eleição. Osmar não aceitou as exigências do MDB, e Requião soltou sua língua afiada: “Preferiram o deputado do camburão”.

Share

GDIA