7 de julho de 2018
Estrabismo: o diagnóstico precoce aumenta as chances de cura
9 de julho de 2018

E-mail: doniesportes@brturbo.com.br

 

Fora da Copa
O Brasil perdeu nesta sexta-feira para a Bélgica por 2 a 1 e está fora da Copa do Mundo. Agora, a Bélgica vai encarar a França, que venceu o Uruguai na primeira partida do dia, por 2 a 0. O Brasil perdeu para a Bélgica por 2 a 1 e está fora da Copa do Mundo. A seleção brasileira criou chances, pressionou o adversário, mas perdeu muitos gols e sofreu com 20 minutos muito ruins no primeiro tempo, quando a Bélgica fez os dois gols.

 

Falhas na marcação
Se em 2014 o Brasil pagou por uma pane contra os alemães e foi eliminado com uma goleada de 7 a 1, desta vez foi punido por um primeiro tempo de falhas na marcação e contra-ataques perigosos. A badalada seleção da Bélgica fez um jogo inteligente e mostrou o quanto desta vez está mais preparada. A equipe, depois de 32 anos, está de volta à semifinal de uma Copa e em grande estilo, ao impor ao técnico Tite a primeira derrota em jogos oficiais.

 

O mundo não acaba
Estive como convidado em alguns programas esportivos das emissoras aqui de Foz, e ao ser perguntado sobre a Seleção Brasileira na Copa. Contrariei alguns analistas e apresentadores quando disse que não acreditava no time do Brasil, apesar de torcer. Não deu outro. O time está voltando para casa. Isto não é o fim do mundo. Temos que ser conscientes, não merecíamos o caneco. Empatamos somente com a Suiça, Ganhamos da Costa Rica com gols nos acréscimos, entre outros resultados e nesta sexta, desperdiçamos a chance.

 

Faz parte
Perder ou ganhar fazem parte do jogo. Perder jogando bem é sem dúvida alguma melhor que ganhar jogando mal. E a verdade é que nossa seleção vinha jogando apenas “no mais ou menos” A equipe da Bélgica ganhou porque colocou a melhor seleção em campo. Se os belgas fossem desclassificados o esporte teria sido derrotado. O time dos “Diabos Vermelhos” está na ponta do ranking da Fifa e foi o que mais cresceu no futebol europeu e dever ser reconhecido como muito forte e agora favorito ao título, apesar de ter que enfrentar a França para chegar a final.

 

Fim de ciclo
Como afirmam especialistas, o Brasil chegou com uma boa geração na Copa de 2018, mas alguns jogadores não deverão mais estar atuando em alto nível no Mundial de 2022. Pela idade, o volante Fernandinho, os zagueiros Thiago Silva e Miranda — todos, hoje, com 33 anos — devem ter feito, na Rússia, a sua última Copa. Geromel, Filipe Luís e Cássio também já passaram dos 30 anos e são convocações improváveis para a próxima disputa. Não pela idade, mas pela convocação contestada, Fred e Taison, a não ser que mostrem um futebol de maior destaque nos próximos anos, possivelmente devem ficar de fora. O técnico Tite (foto) continua com moral, mas deve começar uma renovação já nos próximos meses

 

 

Frase Bíblica:
“Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento. Este é o primeiro e maior mandamento. E o segundo é semelhante a ele: Ame o seu próximo como a si mesmo”.

*Mateus 22:37-39

 

Share

GDIA