7 de julho de 2018
7 de julho de 2018

 

Olá, caro leitor. Bom dia!

‘Carpe diem!’
– Hoje, sábado, dia 07 de julho, comemora-se o ‘Dia Mundial do Chocolate’;
– Nesta data também é comemorado o ‘Dia Internacional das Cooperativas’;
– Também hoje é comemorado o ‘Dia do Voluntário Social’;
– A data também é de comemoração do ‘Dia do Ingresso das Mulheres nas Fileiras da Marinha’;
– Hoje é aniversário de Richard Starkey Jr., ou de Ringo Star, o mais velho entre os Beatles – 78 anos.

 

Efeito colateral
O ministro Dias Toffoli deve estar passando por um constrangimento daqueles. Ao libertar seu amigo José Dirceu, o ministro ‘arrumou pra cabeça’, como se diz no jargão popular: ‘a defesa de Gerson Almada, ex-vice-presidente da empreiteira Engevix, pediu ao STJ que seja estendida a ele a decisão que garantiu a liberdade de José Dirceu. Ambos foram condenados em segunda instância no mesmo processo da Operação Lava Jato, só que Almada continua preso’. Mas o pedido de equiparação judicial foi encaminhado ao ministro (O Globo).

 

Fala que eu te escuto
“Quero deixar bem claro: gosto do Alckmin, mas não vou votar nele para presidente”.
De José Luiz Datena, apresentador de TV e candidatíssimo ao Senado, à Folha de São Paulo.

 

Fala que eu te escuto (2)
“O que ocorreu com o nosso país? Quem fracassou? Os brasileiros certamente não fracassaram. O fracasso é dos que governaram”.
Do senador Álvaro Dias, candidato a presidente pelo Podemos, em evento da CNI em Brasília.

 

Uma verdade inconveniente
“O aumento de 15% na conta de luz dos paulistas, as torpezas contra clientes de planos de saúde, a proibição de venda direta de etanol aos postos e os golpes da aviação comercial demonstram que, no Brasil, ‘agências reguladoras’ foram ‘aparelhadas’ pelas empresas” (Claudio Humberto).
A falta de civilidade, respeito e educação temperados com muita ignorância do povo ainda darão lugar a uma outra geração brasileira. Quem sabe assim a gente consiga sair do século XX, né?

 

E lá se vai a Embraer
Deu na Folha: ‘Apesar da reação negativa do mercado, que derrubou as ações da Embraer na quinta (5) diante da notícia do acordo com a Boeing, especialistas no setor aéreo avaliam que, sem a gigante americana, a brasileira seria sufocada pela concorrência’. Na mesma reportagem, o especialista André Castellini afirma que ‘a Boeing iria entrar nesse mercado de qualquer jeito, ou desenvolvendo o próprio avião ou comprando outra empresa que fabricasse’.

 

E lá se vai a Embraer (2)
‘A Boeing ficará com 80% da divisão de jatos comerciais da Embraer por US$ 3,8 bilhões. A Embraer poderia contar com a estrutura de capital da Boeing para enfrentar uma eventual recessão no segmento, com falta de encomendas. A brasileira também se beneficia de escala, portfólio de clientes, capacitação na força de vendas e pesquisa. Do ponto de vista dos funcionários, o especialista citado na Folha também vê maior proteção ao emprego sob a Being’.

 

Acesse a Gazeta Diário na internet em www.gdia.com.br

Viva o sábado, leitor! Tenha um relaxante, harmônico e inesquecível final de semana!
Sorte e saúde sempre a todos!

 

Share

GDIA