29 de junho de 2018
Gleisi visita Foz e confirma pré-candidatura de Lula
30 de junho de 2018

TCE livra Paulo e secretários
TCE livra Paulo e secretáriosO Tribunal de Contas do Estado do Paraná afastou as sanções aplicadas ao ex-prefeito Paulo Mac Donald Ghisi (gestões 2005-2008 e 2009-2012) e a secretários municipais da sua gestão. Paulo havia recebido 21 multas em razão do provimento de cargos em comissão no município.

 

Defesa
Em sua defesa, afirmou que proveu os cargos comissionados criados pela Lei 97/05. Ele alegou que não houve dano ao erário; que quem cria as vagas tanto efetivas quanto comissionadas é o Poder Legislativo, cabendo ao Executivo somente cumprir as determinações legais; que as nomeações estão de acordo com a lei; que todos os comissionados apontados exerciam funções típicas de assessoramento, em caráter de confiança, subordinados a superiores hierárquicos que ocupavam funções de direção e chefia; e que tais nomeações são de livre escolha e exoneração do chefe do Poder Executivo municipal.

Unanimidade
O relator do processo, conselheiro Ivens Linhares, argumentou que no contexto de um município de grande porte, como Foz do Iguaçu, não se pode afirmar, sem uma melhor especificação da composição dos servidores de cada secretaria, que tenha havido excesso no número de comissionados. Assim, não estaria configurada uma desproporção abusiva na estrutura administrativa destes órgãos ou entidades. Os conselheiros aprovaram o voto do relator por unanimidade. Paulo está mais faceiro que ganso em taipa de açude.

 

Lula na frente
Nova pesquisa do IBOPE revela que, apesar de preso, continua na frente. Veja os números:Luiz Inácio Lula da Silva (PT): 33%Jair Bolsonaro (PSL): 15%Marina Silva (Rede): 7%Ciro Gomes (PDT): 4%Geraldo Alckmin (PSDB): 4%Alvaro Dias (Podemos): 2%Manuela D’Ávila (PC do B): 1%Fernando Collor de Mello (PTC): 1%Flávio Rocha (PRB): 1%Levy Fidelix (PRTB): 1%João Goulart Filho: 0%Outro com menos de1%: 2%Branco/nulo: 22%Não sabe/não respondeu: 6%

Sem Lula
Em um cenário sem a presença de Lula, Bolsonaro sobe para 17%; Marina, 13%; Ciro, 8%; Alckmin, 6%; Alvaro, 3%; e os demais com 2% ou menos.

 

Delação de Messer
Cansado de viver escondido como um rato, o doleiro Dario Messer está disposto a fazer sua delação premiada em troca de prisão domiciliar. Se ele abrir o bico, deverá envolver um monte de gente fina, uma vez que negociava com políticos, artistas, empresários e jogadores de futebol. Vem escândalo grande por aí.

Share

GDIA