7 de junho de 2018
7 de junho de 2018

Sicredi — nova sede
Pois então, senhor Corvo, vi a notinha que você escreveu ontem sobre as obras no antigo edifício onde funcionava A Jóia Esporte e Som e achei bem bacana saber que a cooperativa Sicredi vai ocupar aquele espaço, pois haverá uma soma de energia, com certeza. Embora as linhas modernas, o edifício que é dos anos 80 enverga sim uma imagem muito simpática do proprietário, o grande e saudoso Omar Tosi, lembrado como comerciante, pelo Oeste Paraná Clube, como relojoeiro das antigas, vice-prefeito, enfim, pessoa muito querida e que está perpetuada na memória da cidade.
Luiz Athaíde

O Corvo responde: este colunista não possuía uma informação oficial da Sicredi sobre a nova agência. Apenas recebemos a informação de um leitor. Nosso objetivo sempre é não estragar uma surpresa, até pelo fato de a instituição ser muito cuidadosa com a imagem. A Sicredi é uma importante instituição na região, atua nas maiores cidades brasileiras e emprega milhares de colaboradores. O Corvo ficou feliz ao saber da novidade, por isso publicou a nota (ficou feliz e publicou qual nota?). De outra maneira, lembrar uma figura tão querida como Omar Tosi é prestar uma homenagem a nossa cidade, que está de aniversário nesta semana! Feliz Foz! Viva!

 

Sicredi sim!
De fato, a obra na Rua Almirante Barroso pertence à Sicredi Vanguarda, que completa 35 anos neste 2018! E acreditando no potencial de Foz do Iguaçu, entrega um belo presente no aniversário do município; adquiriu a importante e bem localizada área e em breve entregará uma agência moderna, inovadora, que proverá muito conforto aos associados e à comunidade de um modo em geral! Foz agradece esse belo presente! Em breve teremos mais detalhes sobre a iniciativa.

Lembramos que o senhor Omar Tosi foi uma liderança da Sicredi em Foz do Iguaçu, incentivando e acreditando no cooperativismo e na sua implantação no município.

 

Seu Beto
O ex-governador se defende das acusações e faz o contra-ataque. Diz que o delator quer aliviar o peso das denúncias que leva nos ombros. Mas o barulho é grande, e isso ninguém vai negar. É a temporada aberta de caça ao Beto!

 

A política imita a vida
O Corvo quase chorou de dó da ex-amiga da família Richa, coitada, sozinha na noite de Natal, refletindo e sem receber o Papai Noel, reclamando do abandono do poder e dos amigos poderosos. Que barbaridade.

 

Nanci
Segundo o relator, a pena da vereadora pode ser o afastamento das atividades pelo período de 30 dias. A vereadora terá tempo para se dedicar à campanha a deputada. Uma leitora, que pediu para não ser identificada, enviou a notinha: “Pois veja, Corvo, as coisas se inverteram. Ir ao Rock in Rio era o foco das denúncias, e hoje o problema é o atestado. Se Nanci tivesse simplesmente faltado, a encrenca na Comissão de Ética não seria tão desgastante”.

 

Atestado
O médico diz que “não reconheceu” o atestado e reclamou da assinatura e da letra. Pior, disse que só viu a Nanci uma vez e num evento. Mas, segundo uma informação de cocheira, essa encrenca ainda vai longe. Alguém está querendo promover uma acareação entre a pessoa que buscou o atestado e o médico. Bom, vamos ver como isso segue no MP.

 

Mistério
Embora haja especulações, informaram ao Corvo que a pessoa que foi buscar o atestado “maledeto” registrou uma declaração em cartório afirmando que pegou o documento das mãos do médico e já teria arrolado duas testemunhas que comprovariam isso.
O Corvo fechou a coluna antes da conclusão dos trabalhos de ontem na Câmara. Pode haver novidades em nossas páginas.

 

Nanci pré-candidata
O Corvo recebeu ligações e e-mails de amigas e amigos da Nanci reafirmando os grandes serviços prestados pela vereadora à população iguaçuense. “A Nanci ajudou na profissionalização de mais de 36 mil pessoas em Foz pelo Provopar. É uma pessoa que faz a diferença em nossa cidade”, dizia um. “A Nanci é uma mulher forte e guerreira e vai esclarecer todos esses mal-entendidos. Ela é igual massa de pão, quanto mais batem nela, mais ela cresce”, dizia outro. Segundo informaram ao Corvo, Nanci continua firme na pré-candidatura a deputada estadual.

 

Frio
O Corvo está arranjando um jeito de aquecer as penas. A temperatura promete esfriar nos próximos dias, e com aquela chuvinha londrina, neblina, um clima bom para dormir e esquecer a vida. O caso é que não dá. Mas alguém afirmou que não haveria inverno neste ano. Uma tia do Corvo disse que é para o povo preparar-se para bater o queixo.

 

Dias contados


Com o advento da fibra ótica, esses planos “fantasmas” das grandes operadoras estão com os dias contados. Em Foz há empresas muito capacitadas oferecendo ótimos serviços e excelência no atendimento. Um leitor enviou nota e foto sobre isso: “Prezado colunista, levei uma canseira das operadoras ao ‘tentar adquirir’ internet em casa. Enrolaram um tempão e todo dia achavam um obstáculo para enrolar. Para ter ideia, deixaram de instalar uma linha em casa porque havia um débito de R$ 14,50 de 2006! Veja, nunca recebi uma cobrança e meu nome está limpo no cartório, SPC, Serasa, etc. Daí me enchi e desisti. Um amigo me indicou uma empresa iguaçuense, a ‘iFoz’. Liguei, passei os dados por telefone, agendaram uma data e no dia marcado os técnicos apareceram e realizaram um ótimo serviço. Detalhe, testaram a qualidade na minha frente, e ela é só 20 ou 30 vezes mais rápida daquilo que as operadoras oferecem. O preço também é muito bom. Aqui vai o meu agradecimento aos técnicos Valdir Vieira e Matheus da Silva, que realizaram o serviço”.

 

 

Movimentação
Algo aconteceu no Reino da Dinamarca, ou melhor, no PSD de Foz. Alguns companheiros de partido teriam se reunido para discutir o tamanho do prejuízo. Detalhe: o presidente da Comissão Provisória não foi convidado. É o que revelaram ao Corvo.

 

Fissura antiga
Ninguém falava abertamente, mas o zunzunzum era grande sobre o desconforto entre alguns membros e o presidente do PSD local. E isso não é coisa recente. Ele cutucou o vespeiro com a vara curta, mas isso faz parte da política. Não demora todos se acertam e vivem felizes para sempre. Encrencas acontecem até nas melhores famílias.

 

Aposta
Mais do que um desgaste, brigas e confusões, a maioria dos membros do PSD aposta que tudo se resolverá com a visita do líder–mor Ratinho Jr. Não demora ele dará o ar da graça às lides fronteiriças.

 

Codefoz
O Conselho de Desenvolvimento de Foz do Iguaçu esteve no centro das atenções por meio das declarações de seu presidente, Mário Camargo, sobre a necessidade de Foz preparar-se para receber as lojas francas. Liso igual quiabo, ele preferiu escapar do quesito “localização”. Esperto; é esse o ponto nefrálgico da discussão.

 

Unanimidade
Segundo o Corvo pesquisou, nove entre dez pessoas envolvidas com free shops não querem nem ouvir falar na possibilidade de instalarem lojas no centro da cidade. “Abrir essas lojas no centro da cidade é ideia de jerico, não há a mínima condição disso acontecer, é a contramão do desenvolvimento e de um projeto tão ousado”, disse um técnico da área, que não é da cidade. O Corvo está interessado em saber quem é o jerico.

 

Interesse
Foz precisa abrir os olhos e se organizar para tratar do tema free shop. Várias potências empresariais do segmento estão acompanhando a discussão. Se entenderem que o assunto vai descambar para a perda de tempo, procurarão outros destinos.

 

Banda larga
O Corvo andou passando apuros com a internet. As operadora pisam constantemente no tomate, sobretudo quando vendem planos de dez megas e não entregam. A pergunta é: dez megas de velocidade ou capacidade? O consumidor precisa aprender a fazer esse tipo de pergunta ao adquirir um pacote.

 

Gato por lebre
Vários leitores enviaram cartas para a redação queixando-se daquilo que oferecem as operadoras e depois não entregam. E quando oferecem dispositivos móveis então é muito pior. Eles literalmente não atendem às expectativas das pessoas, que são levadas no bico.

 

 

Share

GDIA