9 de maio de 2018
9 de maio de 2018

Sidney fora da prefeitura
O secretário do Trabalho e Juventude, Sidney Prestes Junior, pediu exoneração do cargo por meio do memorando interno 14/18. Ele alegou motivos “pessoais e profissionais”. Prestes é um grande advogado e certamente ganhará muito mais na iniciativa privada. Ele chegou a ser
pré-candidato a prefeito, mas acabou desistindo para apoiar Chico Brasileiro.

 

Mistério, mistério
Piaram aqui pro leãozinho que existem outras razões, além das “pessoais e profissionais”, para Sidney Prestes ter deixado a prefeitura. Disseram que o secretário estava “batendo de frente” com o vice-prefeito, Nilton Bobato, por razões que, no momento, não posso divulgar. A suplente de vereadora Adriana Luiz (PSD) assume a secretaria. Adriana foi excelente diretora da escola do Copacabana.

 

Churchill
Logo após assinar seu pedido de exoneração, Sidney Prestes Junior postou esta frase de Winston Churchill em seu Facebook: “Você nunca chegará ao seu destino se parar e jogar pedras em cada cão que ladra”. De leve!

 

Conselhão
O pré-candidato Ratinho Junior decidiu formar um superconselho político com a participação de cinco integrantes de cada partido que formam sua futura coligação. Todos os assuntos de grande interesse passarão pelo crivo desse conselho.

 

Dólar x mandioca
Enquanto o “doleiro dos doleiros”, Dario Messer, conseguiu fugir das barbas das autoridades paraguaias, um jovem de 22 anos foi preso ontem em Ciudad del Este porque roubou alguns quilos de mandioca para comer. O caso ganhou repercussão e protestos, mas não adiantou espernear. Em qualquer lugar do mundo, o dólar sempre falou mais alto que a mandioca.

 

Corte Suprema
A cidadania paraguaia concedida a Dario Messer, no ano passado, foi aprovada por unanimidade na Corte Suprema do país vizinho. Messer é amigo pessoal do presidente Horácio Cartes. As redes sociais caíram de pau. Internautas disseram que as múmias ressuscitaram para conceder a cidadania e permitir que o doleiro ficasse impune. Não deu tão certo como previam.

 

Pastor gay
O pastor Cristoffer Ziliotti decidiu disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa pelo PSB. Ziliotti faz parte da nova lista de candidatos LGBTI (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e intersexuais). Os evangélicos não concordam muito com essa filosofia LGBTI. Como ficará a situação? O citado pastor é integrante da Comunidade Cristã Abraça-me. Será ele abraçado pelos irmãos durante a campanha?

 

“Marvada” quente
Deram uma esteira e um equipamento de som para Lula fazer exercícios e ouvir música. Mas negaram que fosse instalado um frigobar em sua cela. O jeito é ir de uísque caubói e pinga quente.

Share

GDIA