Trabalhadores de diversas categorias protestam contra a reforma da Previdência

Cartas
5 de dezembro de 2017
Promotoras alertam para o tráfico de mulheres do Paraguai à Espanha
5 de dezembro de 2017

Trabalhadores de diversas categorias protestam contra a reforma da Previdência

Trabalhadores de diferentes categorias promovem atos ontem (5) contra a reforma da Previdência em diversas cidades. De acordo com a Central Única dos Trabalhadores (CUT), uma das centrais que convocou o movimento, as mobilizações ocorreram em 25 estados. Para os trabalhadores, apesar de mudanças na proposta original, a reforma ainda representa perda de direitos. O governo defende que a reforma é necessária para reduzir o déficit e garantir o pagamento de aposentadorias e outros benefícios no futuro. Convocada por centrais sindicais, a mobilização inicial era para uma greve geral nesta terça-feira, um dia antes de a Câmara dos Deputados votar a reforma. No entanto, o presidente da Casa, Rodrigo Maia, adiou a votação por causa da falta de votos suficientes para a aprovação – são necessários 308 votos. Com o adiamento, as centrais sindicais decidiram também suspender a greve geral. (Mariana Tokarnia – Repórter da Agência Brasil/Foto: Divulgação)