Minicasa será tendência no futuro?

Dr. Brito é enquadrado na Lei da Ficha Limpa e ficará inelegível por oito anos
12 de março de 2018
Telefonia, bancos e produtos concentram 89% das reclamações no Procon de Foz 
12 de março de 2018

Minicasa será tendência no futuro?

Quanto espaço precisamos para viver? Há quem acredite que 20 metros são suficientes. Considerando que as cidades estão cada vez mais superlotadas e o metro quadrado, consequentemente, mais caro, as minicasas surgem como uma alternativa sustentável. Um dos exemplos é a Cabin Spacey, projeto criado pelos arquitetos Simon Becker e Andreas Rauch. O protótipo vem para atender a demanda das pessoas que buscam um novo tipo de habitação, que privilegia a flexibilidade e o fácil acesso sobre à propriedade. A ideia da startup é repensar o espaço urbano e criar uma “cidade sobre a cidade”. Ocupar os espaços que tem infraestrutura mas normalmente não são utilizados para moradia como os telhados dos prédios e os quintais das casas. Com 20 m², a minicasa é projetada para duas pessoas. A cobertura externa — com painéis solares que geram energia — e as janelas são de madeira maciça, o que garante, segundo os arquitetos, uma durabilidade de 80 a 100 anos. No interior, cama, amários embutidos, banheiro e cozinha formam um ambiente multifuncional. A Cabin Spacey terá água, eletricidade, internet e serviços como Netflix e Spotify. Será possível ainda controlar a iluminação e outros recursos da cabine com um console ou smartphone, o que ajudará a otimizar o consumo de energia. (Da Assessoria/Foto: Divulgação)

Share

GDIA