Corpos encontrados no Paraguai são do brasileiro Alecio Dresch e seu neto

País cria 77,8 mil postos de trabalho, melhor resultado para janeiro desde 2012
2 de março de 2018
34º BIMec comemora 86 anos com incorporação de 300 novos soldados 
2 de março de 2018

Corpos encontrados no Paraguai são do brasileiro Alecio Dresch e seu neto

A polícia paraguaia não tem mais dúvida: os corpos encontrados em Nova Toledo (Paraguai) são mesmo do agricultor brasileiro Alecio Dresch, 73 anos, e de seu neto Leonardo Farias Dresch, de apenas 12. Os dois teriam sido sequestrados em 23 de outubro do ano passado na Colônia Margarita em uma fazenda de 150 hectares pertencentes à família, da divisa de Itakyry com Alto Paraná. Os Dresch moravam em Marechal Cândido Rondon e mudaram para o Paraguai há 10 anos, onde plantavam milho e soja. Durante muito tempo a polícia trabalhava com a hipótese e sequestro, mas a linha de investigação foi mudando à medida que o tempo passava. Hoje a polícia tem certeza que o crime foi praticado por vingança e uma nora de Dresch estaria envolvida. A investigação mudou de curso em 4 de dezembro com a prisão de Jozemar Borba Pruzzak, de 26 anos e seu irmão Josemir Borba Pruzzak, de 30. Em seguida foram presos Jéssica Patrícia Hoffmann Lopes, de 23 anos, ex-mulher de Felix Dresch. No mesmo dia a polícia prendeu Darcy Longarett, Revair Ramos Ferriera, Edson Duarte Ferreira e Reineiro Gonzáles. Ninguém confessou o crime, mas as suspeitas estavam evidentes. (Adelino de Souza Freelancer/ Foto: Divulgação)

Share

GDIA