TCE julga irregulares as contas da gestão Reni/Ivone de 2014

Projeto defende oportunidades de emprego para adolescentes
6 de dezembro de 2017
Maia admite dificuldade em obter votos para aprovar a  Reforma Previdência e não marca data
6 de dezembro de 2017

TCE julga irregulares as contas da gestão Reni/Ivone de 2014

Um parecer emitido pelo Tribunal de Contas do Estado fez aumentar o inferno astral do ex-prefeito Reni Pereira (PSB) que vem respondendo ao processo como suposto  chefe de um esquema de corrupção desmantelado pela Operação Pecúlio. O TCE julgou como irregulares as contas do ex-prefeito no ano de 2014. A vice dele, a empresária Ivone Barofaldi, também foi envolvida nas irregularidades. Os dois foram multados em R$ 30 mil. Em 2014, Reni administrou a cidade no período de 1º de janeiro a 14 de setembro quando repassou ao comando da vice até 5 de outubro de 2014. Na época ele deixou o governo com a justificativa de que iria se dedicar integralmente à campanha da esposa Claudia Pereira (PSC), eleita deputada estadual. No período de 6 de outubro a 31 de dezembro de 2014 as contas voltaram à responsabilidade de Reni que reassumiu a chefia do Executivo. (Elson Marques Freelancer / Foto: Roger Meireles/arquivo)