Paraguai  inicia ofensiva contra centrais de produção e processamento de maconha

UNILA investiu cerca de R$ 7 milhões em equipamentos para melhoria de laboratórios
15 de fevereiro de 2018
Vereadores avaliam esclarecimentos da Secretária de Saúde na Câmara
15 de fevereiro de 2018

Paraguai  inicia ofensiva contra centrais de produção e processamento de maconha

Uma semana depois que a Polícia Federal brasileira divulgou o balanço das apreensões de maconha no Brasil, a Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai (Senad), deu início a uma ofensiva para desmantelar acampamentos destinados ao processamento da maconha.  A divulgação do balanço ocorreu na quinta-feira da semana passada (8) na sede da PF de Foz do Iguaçu. Os números assustam. Nas delegacias da PF de Foz, Guaíra e Cascavel, foram apreendidas 52 toneladas de drogas. Em todo Brasil foram apreendidas 356 toneladas A maior parte da maconha que chega ao Brasil, vem do Paraguai. A droga entra pela fronteira de Foz do Iguaçu com Ciudad del Este e também na região de Pedro Juan Caballero que faz divisa com Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul. A operação desencadeada pela Senad teve início nesta quarta (14) e prosseguiu na quinta (15). A Secretaria contou com o apoio do Ministério Público e da Força Aérea do Paraguai, que utilizou helicópteros para localizar as plantações de maconha e destruir os acampamentos utilizados para o processamento erva. (Adelino de Souza Freelancer / Foto: Divulgação)

Share

GDIA